Segunda começa com chuva e alto risco para desastres em SC

Sessenta municípios, entre eles Florianópolis, Criciúma, Joinville e Itajaí estão na rota de perigo, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia

A Defesa Civil de Santa Catarina e o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) estão preocupados com o grande volume de chuva em Santa Catarina.

O órgão catarinense emitiu um aviso especial para condição de chuva volumosa nesta segunda-feira (1º). Há risco muito alto de alagamentos, deslizamentos e enxurradas em quatro regiões: Grande Florianópolis, Baixo Vale do Itajaí, Médio Vale do Itajaí e Planalto Norte.

Expectativa de chuva em grande volume nas cidades de SC também preocupa em JoinvilleHá duas semanas, ruas do Centro de Joinville, umas das cidades com risco de alagamento na próxima segunda (1º) ficaram alagadas nos 15 primeiros minutos de chuva – Foto: Alphonsus Stofelli/NDTV

A circulação marítima mantém a condição de chuva persistente e, por vezes, intensa no litoral e proximidades nesta segunda-feira. Os acumulados de chuva previstos, em média, passam dos 80 mm segundo a Defesa Civil.

De acordo com a meteorologista, a semana deve ser de chuva frequente no Estado. Segundo a meteorologista Carolina Kannenberg, nos últimos dias, volumes elevados foram observados no centro leste do Estado.

Nas regiões do Litoral Norte, Médio e Baixo Vale do Itajaí, os acumulados passaram dos 100 mm nas últimas 24 horas. Os primeiros estragos começaram a ser registrados, em especial, no Norte do Estado.

Regiões com alto risco para alagamentos e deslizamentos nesta segunda (1º) – Foto: Defesa Civil/Divulgação/NDRegiões com alto risco para alagamentos e deslizamentos nesta segunda (1º) – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND

Já de acordo com o Inmet, pode haver chuva superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia no Estado. O órgão também alerta para o risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios e grandes deslizamentos de encostas, em algumas cidades de Santa Catarina.

O aviso inclui as mesmas regiões do alerta da Defesa Civil, porém, abrangendo o Litoral Sul. Veja:

  • Vale do Itajaí;
  • Grande Florianópolis;
  • Litoral Sul Catarinense;
  • Litoral Norte Catarinense.

O alerta também vale para o Litoral paranaense. Em Santa Catarina, o risco abrange 60 cidades, incluindo algumas das maiores do Estado. Veja a lista completa de municípios:

  1. Antônio Carlos
  2. Araquari
  3. Araranguá
  4. Armazém
  5. Balneário Arroio Do Silva
  6. Balneário Barra Do Sul
  7. Balneário Camboriú
  8. Balneário Gaivota
  9. Balneário Piçarras
  10. Balneário Rincão
  11. Barra Velha
  12. Biguaçu
  13. Bombinhas
  14. Camboriú
  15. Canelinha
  16. Capivari De Baixo
  17. Criciúma
  18. Ermo
  19. Florianópolis
  20. Forquilhinha
  21. Garopaba
  22. Garuva
  23. Governador Celso Ramos
  24. Gravatal
  25. Ilhota
  26. Imaruí
  27. Imbituba
  28. Itajaí
  29. Itapema
  30. Itapoá
  31. Içara
  32. Jacinto Machado
  33. Jaguaruna
  34. Joinville
  35. Laguna
  36. Maracajá
  37. Meleiro
  38. Morro da Fumaça
  39. Navegantes
  40. Palhoça
  41. Passo De Torres
  42. Paulo Lopes
  43. Penha
  44. Pescaria Brava
  45. Porto Belo
  46. Sangão
  47. Santa Rosa Do Sul
  48. Santo Amaro Da Imperatriz
  49. Sombrio
  50. São Bonifácio
  51. São Francisco Do Sul
  52. São José
  53. São João Do Itaperiú
  54. São João do Sul
  55. São Martinho
  56. São Pedro de Alcântara
  57. Tijucas
  58. Treze de Maio
  59. Tubarão
  60. Turvo

Temperaturas

Veja, a seguir, a previsão de temperaturas mínima e máxima por região do Estado, nesta segunda (1º):

  • Litoral Norte: 22°C/28°C
  • Planalto Norte: 16°C/26°C
  • Grande Florianópolis Litorânea: 21°C/27°C
  • Grande Florianópolis Serrana: 17°C/26°C
  • Vale do Itajaí: 17°C/28°C
  • Litoral Sul: 20°C/28°C
  • Planalto Sul: 13°C/26°C
  • Meio-Oeste: 14°C/30°C
  • Oeste: 15°C/30°C
  • Extremo-Oeste: 17°C/34°C

*Fonte: Epagri/Ciram

Cuidados

A Defesa Civil orienta para que a população fique atenta à inclinação de postes e árvores e também a qualquer movimento de terra ou rochas perto da sua residência. Além disso, atenção a rachaduras nos muros e paredes que também são indícios de deslizamentos de terra.

No caso de alagamento e inundações, evite o contato com a água e não dirija em locais alagados. Evite transitar em pontilhões e pontes submersas e muito cuidado com crianças próximas a rios e ribeirões.

+

Tempo