Temporal em SC: ruas alagadas, árvores caídas e casas destruídas no Oeste

Cerca de dez cidades do Extremo-Oeste e Oeste catarinense foram as mais atingidas pelo temporal registrado na noite de sexta-feira (21)

O temporal registrado na noite de sexta-feira (21), especialmente no Oeste e Extremo-Oeste catarinense, deixou algumas rodovias interditadas por conta da queda de árvores.

Ninguém ficou ferido com a queda do telhado do galpão em São Bernardino, segundo informou a Defesa Civil – Foto: Defesa Civil/Divulgação NDNinguém ficou ferido com a queda do telhado do galpão em São Bernardino, segundo informou a Defesa Civil – Foto: Defesa Civil/Divulgação ND

Em São Lourenço do Oeste e Coronel Freitas, o Corpo de Bombeiros atendeu famílias que tiveram casas destelhadas. Chuva de granizo também foi presenciada em cidades da região e a Celesc confirmou a queda da energia elétrica em mais de 34 mil unidades consumidoras.

Segundo o monitoramento da Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina), por volta das 10h deste sábado (22), eram 32.545 unidades consumidoras sem energia em todo o Estado.

A Defesa Civil de Santa Catarina havia emitido durante a sexta-feira (21) um alerta para chuva intensa, raios e geada entre a noite desta sexta e sábado (22).

Atendimento do 6º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Chapecó

No interior de Saudades, na Linha Guavirova e na Curva da Boca Grande, os bombeiros precisaram desobstruir as estradas por conta da queda de árvores. Os atendimentos aconteceram entre 20h30 e 22h30.

Na cidade de Serra Alta, por volta das 20h50, fios de alta tensão foram rompidos por conta da queda de árvores. A Celesc foi comunicada para fazer a retirada dos fios. Ninguém ficou ferido.

Em Nova Erechim também foi registrada queda de árvores. Por volta da 1h10 deste sábado (22), os bombeiros fizeram o corte de galhos na BR-282 que obstruíam a rodovia, causando perigo aos motoristas.

Destelhamento foi registrado no bairro Ouro Verde, em Coronel Freitas. Os bombeiros foram chamados por volta das 21h13 para prestar auxílio às famílias. A queda de árvores também ocorreu nos bairros São Francisco, na linha Abelardo Luz e na SC-157.

Em Caibi, por volta das 23h43, na BR-158, os bombeiros tiveram que limpar a rodovia por conta da queda de árvores.

Atendimento do 14º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Xanxerê

Em São Lourenço do Oeste, cinco ocorrências de destelhamento em residências foram registradas na noite de sexta-feira. O Corpo de Bombeiros distribuiu 160 m² de lonas. Na comunidade do interior de São Paulinho houve queda de árvores.

Bombeiros registraram em São Lourenço do Oeste queda de árvores - Samara Graciolli/Nova FM/Divulgação ND
1 3
Bombeiros registraram em São Lourenço do Oeste queda de árvores - Samara Graciolli/Nova FM/Divulgação ND
Bombeiros também atenderam ocorrência de desobstrução de via que ocorreu em uma estrada rural nacomunidade de São Paulinho - Samara Graciolli/Nova FM/Divulgação ND
2 3
Bombeiros também atenderam ocorrência de desobstrução de via que ocorreu em uma estrada rural na comunidade de São Paulinho - Samara Graciolli/Nova FM/Divulgação ND
Equipe da Celesc foi chamada para fazer o conserto dos fios que foram arrancados com a queda de árvores - Samara Graciolli/Nova FM/Divulgação ND
3 3
Equipe da Celesc foi chamada para fazer o conserto dos fios que foram arrancados com a queda de árvores - Samara Graciolli/Nova FM/Divulgação ND

Já em Xaxim, a partir das 21h de sexta-feira, o Corpo de Bombeiros atendeu oito ocorrências por conta dos ventos fortes. Teve destelhamentos, alagamentos de ruas e queda de árvores. Ao todo, seis famílias precisaram de auxílio com lonas por causa dos destelhamentos.

Corpo de Bombeiros precisou desobstruir a via por conta da queda de árvores – Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação NDCorpo de Bombeiros precisou desobstruir a via por conta da queda de árvores – Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação ND

Em contato com o coordenador regional da Defesa Civil de Xanxerê, Luciano Peri, quatro cidades do Oeste foram as mais atingidas. Dentre elas, Xaxim, São Bernardino, São Lourenço do Oeste e Coronel Martins.

Ninguém ficou ferido com a queda do telhado do galpão, segundo informou a Defesa Civil - Defesa Civil/Divulgação ND
1 3
Ninguém ficou ferido com a queda do telhado do galpão, segundo informou a Defesa Civil - Defesa Civil/Divulgação ND
Destelhamento foi registrado na linha São José, em São Bernardino - Defesa Civil/Divulgação ND
2 3
Destelhamento foi registrado na linha São José, em São Bernardino - Defesa Civil/Divulgação ND
Galpão no interior de São Bernardino teve o telhado arrancado por conta do vento forte registrado na noite de sexta-feira (21) - Defesa Civil/Divulgação ND
3 3
Galpão no interior de São Bernardino teve o telhado arrancado por conta do vento forte registrado na noite de sexta-feira (21) - Defesa Civil/Divulgação ND

Ocorrências no Extremo-Oeste

Por volta das 21h25, o Corpo de Bombeiros de Campo Erê recebeu diversos chamados referente a destelhamentos provocados pelo temporal, além de quedas de árvores. Foram quatro casas atingidas no bairro Jardim Esperança, uma casa no bairro Cohab; e uma casa no Loteamento Saudades.

Temporal em Maravilha

A chuva de granizo foi registrada em Maravilha, no Extremo-Oeste catarinense, na noite de sexta-feira. Conforme o prefeito Sandro Donati, o centro da cidade sofreu com alagamentos. A creche Silvia Ebert teve a estrutura danificada por conta da queda de árvores.

“Estamos fazendo a limpeza no centro da cidade neste sábado (22) e também estamos com uma equipe realizando a recuperação das estradas do interior”, relatou o prefeito.

Área urbana e rural de Maravilha foram atingidas pelo forte vento - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
1 5
Área urbana e rural de Maravilha foram atingidas pelo forte vento - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
Creche Silvia Ebert teve estrutura danificada por conta da queda de árvores - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
2 5
Creche Silvia Ebert teve estrutura danificada por conta da queda de árvores - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
Creche teve o telhado danificado depois da chuva de granizo que atingiu Maravilha - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
3 5
Creche teve o telhado danificado depois da chuva de granizo que atingiu Maravilha - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
Equipes de limpeza da prefeitura de Maravilha realizam limpeza no centro da cidade - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
4 5
Equipes de limpeza da prefeitura de Maravilha realizam limpeza no centro da cidade - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
No centro da cidade é feita a limpeza de ruas que ficaram alagadas - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND
5 5
No centro da cidade é feita a limpeza de ruas que ficaram alagadas - Prefeitura de Maravilha/Divulgação ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tempo

Loading...