Atleta de Itajaí garante vaga nas Paralimpíada de Tóquio

Ymanitu Silva vai disputar sua segunda Paralimpíada, após chegar às quartas de final nos Jogos do Rio de Janeiro em 2016

O atleta catarinense Ymanitu Silva, de Itajaí, está confirmado nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, no Japão. Ele foi confirmado pela ITF (Federação Internacional de Tênis).

A competição de tênis para cadeirantes começa no dia 27 de agosto. Yamanitu é número 10 do mundo na classificação mundial da categoria Quad do tênis para cadeirantes.

Atleta de Itajaí garante vaga nas Paralimpíadas de Tóquio – Foto: Divulgação/ITFAtleta de Itajaí garante vaga nas Paralimpíadas de Tóquio – Foto: Divulgação/ITF

“Viver essa experiência de uma Paralimpíada novamente me mostra que estou no caminho certo. Foi cinco anos de preparação e investimentos, tanto no meu físico quanto de equipamento como cadeira e raquetes, os profissionais que me cercam para esse treinamento e me dão doses diárias de força e otimismo”, conta.

Ymanitu também disputou os Jogos do Rio de Janeiro em 2016, chegando até as quartas de final: “Fiz quartas de final no Rio em 2016 contra o terceiro do mundo, tive 5 a 4 e 40 a 15 no primeiro set. Bati na trave. Vou em busca da medalha agora”.

O atleta da ADK Tennis Itamirim Clube de Campo, de Itajaí, venceu três torneios na última gira europeia e ajudou o Brasil a se classificar para o Mundial em outubro, na Itália.

Catarinense em Wimbledon

João Loureiro, de Itajaí, vai disputar no fim do mês o campeonato de Wimbledon, em Londres – Foto: André Ferreira/FFT/DivulgaçãoJoão Loureiro, de Itajaí, vai disputar no fim do mês o campeonato de Wimbledon, em Londres – Foto: André Ferreira/FFT/Divulgação

João Loureiro, também de Itajaí, participou da estreia de duplas na chave juvenil de Roland Garros. Ele acabou perdendo para o francês Arthur Fils. Ao lado do americano Bruno Kuzuhara, o brasileiro caiu diante do ucraniano Viecheslav Bielinski e do búlgaro Petr Nesterov.

“Foi um dia difícil ontem, jogo duro, cara joga bem, foi uma partida bem parelha em simples. Competi em um nível bom, mas ele foi melhor, uma pena”, lamentou Loureiro.

Mas esta foi apenas a primeira experiência de Loureiro em um dos quatro maiores torneios do mundo. Ele permanece até o final da semana em Paris e segue para Londres, onde cumprirá quarentena obrigatória, e disputará no fim do mês os torneios de Roehampton e Wimbledon, ambos na capital britânica. Wimbledon é o mais tradicional evento do mundo, disputado na grama.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tênis