Bellucci encara eslovaco na estreia do Masters 1000 de Montreal

Divulgação

Depois da terceira eliminação seguida em estreias – a última foi no ATP 250 de Kitzbuhel, na Áustria -, Thomaz Bellucci tentará interromper a má fase no Masters 1000 de Montreal. O paulista, número 115 do ranking mundial, encara nesta segunda-feira o esvolaco Martin Klizan, 39º do mundo, às 14h30 (de Brasília).

Nas duas vezes que os tenistas se enfrentaram, cada um levou a melhor em uma delas. Em 2011, na primeira edição do ATP Challenger Tour Finals, em São Paulo, o brasileiro venceu de virada, por 3/6 6/4 7/6(7). Um no Masters de Xangai, Klizan ficou com a vitória, com parciais de 6/3 6/4.

– O Klizan gosta de jogar dentro da quadra, mandando no jogo com o forehand, que é o melhor golpe dele. Não gosta de sair muito para trás, então, vou tentar jogar profundo para não deixá-lo tomar a iniciativa – avaliou Bellucci.

Um dos muitos desafios de Bellucci no torneio é a adaptação do saibro para a quadra rápida. Por isso, ele vem se preparando para não sentir o impacto da mudança logo na estreia e correr o risco de acumular novo resultado negativo.

– A quadra aqui está bem rápida, mas estou treinando o máximo que possa para tentar me adaptar bem e fazer um bom jogo amanhã (segunda) – completou.

O número 1 do Brasil já disputou o Masters canadense em três ocasiões. Seu melhor resultado foi em 2011, quando chegou apenas à segunda rodada.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tênis

Loading...