Guga Kuerten recebe prêmio de ‘comemoração mais icônica’ da história do tênis

Comemoração premiada, é claro, não poderia deixar de ser o coração desenhado no saibro de Roland Garros em 2001

O manezinho Gustavo Kuerten venceu nesta terça-feira (3) o prêmio criado pelo Hall da Fama Internacional do Tênis de “comemoração mais icônica” da história do esporte.

Guga desenha coração no saibro de Roland GarrosGuga deita na quadra após conquistar o tricampeonato de Roland Garros – Foto: Reprodução/YouTube/Roland Garros

A comemoração premiada, é claro, não poderia deixar de ser o coração desenhado no saibro de Roland Garros em 2001.

Na ocasião, Guga usou a raquete para desenhar um coração no chão da quadra na capital francesa e se ajoelhou no centro dele para agradecer o carinho dos fãs.

O gesto foi feito por ele pela primeira vez na quarta rodada do torneio francês após uma virada épica. Depois de estar perdendo por 2 sets a 0, ele venceu Michael Russell de virada por 3 a 2 (3/6, 4/6, 7/6(3), 6/3 e 6/1). Na partida, Guga chegou a salvar um match point no terceiro set.

Relembre a partida:

A vitória fez o manezinho “arrancar” para o tricampeonato de Roland Garros. Na final, Guga bateu o espanhol Alex Corretja por 3 a 1.

Também concorreram nesta categoria:

  • Billie Jean King (arremesso da raquete);
  • Jimmy Connors (salto e vibração com o punho);
  • Pat Cash (escalada dos campeões);
  • Jada (filha de Kim Clijsters na quadra);
  • Equipe Sérvia da Copa Davis (raspou a cabeça após título);
  • família Petr Korda Korda (chute em formato de tesoura);
  • Jim Courier (mergulhou no Rio Yarra).

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Tênis

Loading...