Câmeras de leitura de placas já estão funcionando nas pontes de Florianópolis; saiba mais

O projeto da Polícia Militar, que estava previsto para meados de 2022 e foi antecipado, visa fortalecer a segurança no único ponto de acesso à Ilha de Santa Catarina e agilizar o trabalho policial

As quatro faixas da ponte Pedro Ivo, principal ligação entre o Continente e a Ilha de Santa Catarina, agora estão equipadas com câmeras de segurança que fazem leituras de placas de veículos que entram na Capital. Os dados obtidos são cruzados com um sistema que lista carros, motos e caminhões irregulares ou envolvidos em atividades criminosas.

Pontes de acesso à Ilha de Florianópolis agora contam com câmeras de segurança para leitura de placas de veículos – Foto: Cristiano Estrela/Secom/Divulgação/NDPontes de acesso à Ilha de Florianópolis agora contam com câmeras de segurança para leitura de placas de veículos – Foto: Cristiano Estrela/Secom/Divulgação/ND

O projeto da Polícia Militar de Santa Catarina, que estava previsto para meados de 2022 e foi antecipado, visa fortalecer a segurança no único ponto de acesso à Ilha e agilizar o trabalho policial.

“A Polícia Militar, através do 4º Batalhão, estudou o planejamento de segurança da Capital e verificou que alguns posicionamentos de reconhecimentos de placas estavam mal colocados”, explica o Comandante do 4° BPM (Batalhão da Polícia Militar), Dhiogo Cidral. “Então redesenhamos o nosso esquema de segurança e colocamos em pontos estratégicos, como na entrada da Ilha”, continua.

“As quatro faixas de entrada da Ilha são monitoradas e através do Sistema de Segurança Pública, nós conseguimos fazer o reconhecimento dos veículos que entram na Ilha em qualquer horário”, continua o Comandante.

Conforme explica Dhiogo Cidral, a tecnologia capta uma foto, faz o reconhecimento da placa automaticamente e assim identifica o modelo do veículo e situação judicial.

“Qualquer restrição que tenha com esse veículo, pode ser automaticamente alarmada para a central da polícia militar, que vai fazer o encaminhamento para a guarnição que esteja mais próxima ao local, para fazer a abordagem nesse veículo, ou no proprietário, caso tenha alguma alteração com a Justiça declarada”, acrescenta Cidral.

Além dos novos pontos de monitoramento, o Comandante ainda ressalta que já existem outras 254 câmeras instaladas na área do 4°BPM, e dentre elas 18 pontos contam com a tecnologia de reconhecimento de placas.

“Esses pontos não divulgamos por motivo de segurança. São locais estratégicos para o monitoramento”, destaca o policial militar.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Trânsito

Loading...