Caminhoneiro que causou a morte de 16 após acidente é condenado a 21 anos de prisão

Colisão ocorreu em 2007 e, entre as vítimas, estavam bombeiros, policiais e civis que auxiliavam no resgate de outro acidente

Oito anos após o grave acidente que causou a morte de 16 pessoas na BR-282, na região do município de Descanso, o caminhoneiro Rosinei Ferrari foi condenado a 21 anos de prisão por homicídio e lesão corporal. O julgamento, que teve início na quarta-feira (28) às 8h e durou 20 horas, chegou ao veredicto na tarde desta quinta-feira (29), na Comarca de Chapecó.

RICTV Chapecó/Reprodução/ND

Rosinei Ferrari não conseguiu frear o caminhão

A sessão do Tribunal do Júri foi presidida pelo juiz Jeferson Osvaldo Vieira, com acusação do promotor de Justiça Moacir José Dal Magro e defesa da Defensoria Pública do Estado. Foram mais de 200 quesitos analisados pelos jurados, que decidiram pela condenação do caminhoneiro por 16 homicídios e 21 lesões corporais.

Após o julgamento, Ferrari deixou o fórum e irá recorrer em liberdade.

O acidente

O acidente aconteceu em outubro de 2007, na BR-282, quando o trânsito da rodovia havia sido interrompido para o atendimento de um grave acidente que ocorreu pouco antes, envolvendo um ônibus e dois caminhões. Ferrari dirigia um caminhão da empresa Turatto & Turatto Ltda, no sentido São Miguel do Oeste para Maravilha, e recebeu sinal de luz dos carros que vinham em sentido contrário, avisando sobre a colisão na pista.

De acordo com a ação penal, devido a problema nos freios e excesso de carga do caminhão, que o motorista estava ciente, ele não conseguiu parar e seguiu em alta velocidade na contramão. Rosinei chegou ao local do acidente com o veículo desgovernado e colidiu em pessoas que estavam na pista, ocasionando a morte de 16, entre elas bombeiros, policiais e civis que prestavam auxílio, além de causar lesões corporais leves, graves e gravíssimas em outras 41.

No despacho que designou a data do julgamento, o juiz aumentou o tempo de debates para acusação e defesa, em razão da complexidade das provas. O proprietário do caminhão, Gilmar Turatto, também foi denunciado e será julgado em sessão com data ainda a ser marcada.

Com informações da RICTV Chapecó.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Trânsito

Loading...