Cacau Menezes

cacau.menezes@ndtv.com.br Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


É muito difícil estacionar em Balneário Camboriú. É de chorar.

Puxadinhos em bares e restaurantes passam dos limites

Em Balneário Camboriú, a moda dos puxadinhos em bares e restaurantes travestidos de decks, ocupando não só as calçadas, como as ruas, assim como mostrei um caso aqui na rua Arno Hoechel, no Centro de Floripa.

A  prefeitura, que deu a autorização, vai agora derrubar, já pegou com pergolado e barracos. Segundo a jornalista Silvia Bomm, um dos exemplos está na rua 3.250 entre a Avenida Brasil e a Terceira Avenida.

Balneário CamboriúRegistro de Balneário Camboriú – Foto: Ivan Rupp

E são muitas que se espalham pela cidade, onde há vagas também tomadas por disk-entulhos, vagas especiais para cadeirantes, autoridades e idosos, carga e descarga, embarque e desembarque.

O que sobra são poucas para o cidadão trabalhador que corre o dia todo de lugar em lugar e ainda precisa conviver com essas vagas fixadas para bares, e que a gente nem sabe se pagam IPTU sobre essas antigas vagas já tão escassas em nossa maravilha do Atlântico Sul.

Nem questiono sobre vagas especiais, porque são necessárias, mas sugere um levantamento sobre a quantidade de espaços já que o número é grande de concessões.

“Seria interessante que as associações de moradores requisitassem um mapeamento de vagas e o desenho dessas áreas já não aptas para  a real necessidade do nosso morador e trabalhador.  A zona azul também faz falta desde o seu cancelamento. É muito difícil estacionar em Balneário Camboriú. É de chorar”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...