Estado nega pedido da prefeitura de Blumenau e mantém ônibus parados

Mário Hildebrandt tinha feito a solicitação com o objetivo de organizar a retomada econômica na cidade

O governo do Estado de Santa Catarina negou o pedido da prefeitura de Blumenau para a retomada do transporte coletivo na cidade.

No dia 9 de abril, o prefeito Mário Hildebrandt enviou ofício solicitando que ele pudesse definir como e quando os ônibus voltariam a circular no município.

A medida seria um passo importante para o reaquecimento da economia, bastante afetada desde a chegada do novo coronavírus.

Entretanto, nesta quarta-feira (15), chegou a resposta do chefe da Casa Civil, Douglas Borba, dizendo que isso não será possível atender ao pedido.

A prefeitura informou que diante da negativa, os ônibus seguem parados. De acordo com o Estado, a suspensão se mantém, ao menos, até 30 de abril.

Leia também

Manifestação

Nesta quarta-feira (15), motoristas e cobrados fizeram uma manifestação no Terminal Aterro, região Norte de Blumenau.

Eles pediam a retomada do serviço, pois estão preocupados com demissões por conta da falta de fluxo de caixa.

Em Gaspar, cidade vizinha, a Caturani rescindiu o contrato com todos os colaboradores. A alegação é não ter dinheiro para mantê-los parados.

A Blumob, responsável pelo transporte coletivo de Blumenau, concedeu férias coletivas aos servidores desde o dia 19 de março.

A reportagem procurou a empresa para saber se há uma estimativa dos prejuízos contabilizados nesses dias sem rodar, mas não obteve retorno.

Manifestação pelo retorno das atividades – Foto: Reprodução/Redes sociaisManifestação pelo retorno das atividades – Foto: Reprodução/Redes sociais

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Trânsito

Loading...