Falta de serragem para conter óleo na pista dificulta ainda mais trânsito na entrada da Ilha

Previsão da Guarda Municipal é para que o tráfego se normalize por volta das 11h

A falta de serragem para colocar sobre parte da pista da ponte Pedro Ivo e do acesso ao elevado Rita Maria complicou ainda mais o trânsito na entrada da Ilha na manhã desta quarta-feira (3). O óleo, inclusive, teria sido o responsável pela queda de uma motocicleta com uma gestante na ponte, por volta das 7h da manhã, o que provocou filas em várias ruas nos acessos a Florianópolis.

Guarda Municipal/Divulgação/ND

Os agentes municipais tiveram que correr atrás de doações de serragem para secar o óleo

De acordo com a Guarda Municipal de Florianópolis, logo após o acidente, o Corpo de Bombeiros chegou a levar serragem para secar o óleo sobre a via, a fim de evitar novos acidentes na região. No entanto, o material foi insuficiente pela grande quantidade de óleo e os agentes do trânsito municipal tiveram que correr atrás de doações de mais serragem para colocar no local.

:: Acidente na ponte Pedro Ivo trava trânsito na Grande Florianópolis

Apesar do problema já ter sido resolvido, a Guarda Municipal estima que o trânsito volte ao normal somente por volta das 11h, já que a complicação provocou reflexos nas principais ruas dos bairros Estreito e Coqueiros, além da Via Expressa (BR-282) e BR-101. Até as 9h15, havia lentidão nesses locais. 

Ainda segundo a Guarda Municipal, a gestante envolvida no acidente no início da manhã foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), aparentemente sem gravidade. 

Derrubar combustível na pista é crime

De acordo com Alex Silveira, sub-comandante da Guarda Municipal de Florianópolis, o problema de óleo sobre a pista acaba acontecendo muitas vezes por imprudência de quem abastece o veículo acima do limite do tanque de combustíveis, o que facilita seu vazamento durante o trajeto, principalmente em curvas mais fechadas. Esse pode ter sido o causador do acidente e também de toda a lentidão no trânsito nesta manhã. 

“Infelizmente esse é um problema recorrente, mas derramar combustíveis durante a locomoção é crime previsto no Código de Trânsito Brasileiro. Como é difícil de flagrar esse tipo de infração, contamos com denúncias”, afirma o sub-comandante.

Ainda segundo ele, no ano passado, a Guarda Municipal chegou a enviar oficios a empresas de ônibus e transportadores para fazer uma orientação sobre o assunto. A infração é considerada gravíssima e rende sete pontos na carteira de habilitação, além de multa de R$197. O veículo ainda pode ser apreendido até que o problema seja resolvido. 

Divulgação/RICTV/ND

A formação de filas travou o trânsito nas principais ruas dos acessos à Ilha

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Trânsito

Loading...