Florianópolis traça plano para volta de transporte coletivo sem mudanças na tarifa

Projeções foram realizadas analisando cenários de outras cidades; novos horários serão divulgados na próxima semana

A Prefeitura de Florianópolis traçou um plano de ações para a retomada do transporte coletivo, que ocorrerá ainda em fase de testes a partir do dia 17 de junho.

O transporte coletivo irá funcionar de segunda à sexta. Os novos horários serão divulgados na próxima semana.

Florianópolis lança plano de ações para o retorno do transporte coletivo – Foto: Anderson Coelho/ND

De acordo com o secretario municipal de mobilidade e planejamento urbano, Michel Mittmann, as linhas serão adequadas para melhor atendimento, baseadas em um estudo feito em novembro de 2019, que analisa as demandas em horários de pico, e com projeções realizadas analisando cenários de outras cidades durante a pandemia.

Além disso, foi realizada uma margem de operação considerando a volta do transporte sem a presença de estudantes.

Leia também:

Michel afirma que não haverá mudanças no valor da tarifa. “A política tarifária continuará exatamente a mesma, temos pactos financeiros grandes decorrentes da parada”.

O secretário ressalta que, assim que tudo estiver controlado com o retorno do transporte coletivo, um plano pode ser estruturado para evitar aumentos de tarifa no futuro.

Número de frotas

Na operação de retorno do transporte, os ônibus convencionais terão uma frota operante de 320 veículos, e uma reserva, caso todos cheguem a ocupação máxima, de mais 35. A expectativa é de um total de 5.291 partidas por dia.

Já para os executivos, será uma frota operante de 60 ônibus e três reservas.

Regras de higienização para ônibus, terminais e funcionários

O limite inicial da ocupação é de 40% da capacidade do ônibus. Além disso, todos os veículos terão dispenser de álcool gel, ventilação forçada, janelas abertas e um sistema especial de higienização ao longo do dia e nas garagens.

Todos os veículos terão a fiscalização por câmeras de segurança do uso da máscara pelos usuários.

O transporte ainda contará com a novidade de um sistema por QR Code, que registrará a circulação do passageiro nas linhas de ônibus.

Nos terminais, haverá controle nas filas e atendimentos. Reforços de lavatórios e pontos de álcool gel também estão sendo implementados.

Será permitido o pagamento em dinheiro apenas nos terminais. O consórcio venderá cartões pré-pagos nos terminais e por telefone, com envio por delivery.

Dentro dos ônibus, apenas o cartão pré-pago será aceito. Será obrigatório o uso de máscaras e a higienização constante das mãos.

Os funcionários passarão por uma análise de saúde antes do início da operação. Haverá um sistema de testagem para todos os funcionários.

Também será obrigatório o uso de EPIs adequados para cada função. Eles passarão, ainda, por treinamentos para boas práticas no trabalho e em casa.

Os funcionários passarão por medição diária de temperatura.

Indicações aos usuários

A Prefeitura de Florianópolis alerta que o transporte deverá ser utilizado apenas em casos de necessidade.

O uso continuado da máscara é obrigatório nos ônibus e terminais, assim como a higienização constante das mãos. O distanciamento social também deverá ser respeitado.

Sempre que possível, os usuários devem fazer o check-in por QR Code nos ônibus.

Aqueles que apresentarem febre, serão impedidos de utilizar o serviço.

Cronograma

A prefeitura organizou um cronograma com todas as medidas para o retorno do transporte coletivo, confira:

  • 3 a 5 de junho – Aviso de retorno aos empregados; questionários de análise de saúde e ajuste de regras e protocolos Sistema Intermunicipal.
  • 3 a 16 de junho – Ajustes nos terminais.
  • 8 de junho – Início do reativação de contratos de trabalho; início do pré-cadastro QR Code.
  • 8 a 16 de junho – Organização de horários dos trabalhadores pelas empresas; testes de Covid-19 para os funcionários; pré-campanhas de orientação ao usuário.
  • 9, 10 e 12 de junho – Treinamento dos protocolos sanitários.
  • 10 de junho – Início da venda e entrega de cartões nos terminais e o sistema de horários; início de entrega de cartões delivery; início de atendimentos ao público no Ticen.
  • 10 a 16 de junho – Manutenção e preparação da frota.
  • 15 e 16 de junho – Simulação da operação e protocolos de trabalho integrado.
  • 17 a 19 de junho – Início dos serviços com ajustes operacionais e integração com horários de atendimento da cidade.
  • 20 e 21 de junho – Correções operacionais.
  • 22 de junho a 3 de julho – Avaliação global
+

Trânsito