Jogador do Flamengo apresenta CNH não cadastrada em blitz da Lei Seca

Bruno Henrique foi multado por se recusar a realizar o bafômetro e dirigir sem habilitação e encaminhado a 16ª DP para esclarecimentos

O jogador do Flamengo Bruno Henrique foi parado em uma blitz da Lei Seca na madrugada deste sábado (29) e apresentou uma CNH que não foi localizada na base de dados do Detran-RJ.

Atleta foi parado pela blitz da Lei Seca, no Rio de Janeiro neste sábado (29) – Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Fotos Públicas/NDAtleta foi parado pela blitz da Lei Seca, no Rio de Janeiro neste sábado (29) – Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Fotos Públicas/ND

Segundo informações da assessoria da Operação Lei Seca, ele foi abordado na avenida Lúcio Costa com a avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, e não quis fazer o teste do bafômetro. Ao apresentar o documento, os agentes não localizaram o cadastro.

Leia também:

Ainda de acordo com a Lei Seca, Bruno Henrique foi multado por se recusar a fazer o teste e por dirigir sem habilitação. Em seguida, ele foi encaminhado à 16ª DP (Barra da Tijuca) para prestar esclarecimentos.

Assim, a Polícia Civil informou que instaurou um inquérito para apurar se o documento é falso. Em consulta ao Infoseg – banco nacional de dados de segurança –, a habilitação não foi encontrada mais uma vez.

Carteira apreendida e encaminhada para perícia

Bruno Henrique foi ouvido na unidade e a carteira apreendida e encaminhada para perícia. Caso seja comprovada a falsidade do documento, ele pode ser indiciado por uso de documento falso, crime com pena prevista de até seis anos de prisão.

Procurada pela Record TV Rio, a assessoria do jogador disse que o vice-presidente de Futebol do Flamengo, Marcos Braz, vai falar sobre o caso neste sábado no Maracanã, após a partida contra o Cabofriense pela Taça Rio.

+

Trânsito