Jovem de 23 anos morre atropelado em Araquari

Michel Richard da Silva fez parte da Banda dos Bombeiros e foi atropelado enquanto andava de bicicleta na manhã de segunda-feira (3)

“Um dia a gente ainda se encontra meu amor”. A despedida da namorada está nas redes sociais e mostra o quanto Michel Richard da Silva, de 23 anos, era amado. Nas publicações, diversas mensagens de conforto. O jovem morreu atropelado na manhã de segunda-feira (3), em Araquari, no Norte de Santa Catarina.

Michel fez parte da Banda dos Bombeiros, onde tocou bombardino até os 18 anos, quando saiu para prestar serviço militar. A corporação, inclusive, emitiu uma nota de pesar nesta terça-feira.

Michel Richard da Silva, de 23 anos, foi atropelado no início da manhã de segunda-feira (3) – Foto: Redes Sociais/Reprodução/ND

De acordo com a Polícia Civil, Michel andava de bicicleta no Itinga, quando foi atropelado, no acostamento, próximo ao trevo de acesso ao bairro. O delegado Tiago Escudeiro conta que o veículo invadiu o acostamento onde Michel estava com um amigo e atingiu em cheio a bicicleta. O jovem morreu no local e o amigo foi encaminhado ao hospital com ferimentos leves.

Ainda segundo o delegado, o motorista, de 27 anos, foi preso e indiciado por homicídio culposo ao dirigir veículo sob efeito de entorpecente, lesão corporal culposa ao dirigir veículo sob efeito de entorpecente e adulteração de veículo automotor por alterar a placa do carro.

Escudeiro explica que o motorista fugiu do local do acidente e abandonou o carro debaixo do viaduto de acesso à BR-101, mas foi localizado e detido pela Polícia Militar na própria residência. “Conseguimos localizar o veículo, que foi abandonado debaixo do viaduto e identificamos o proprietário. Depois disso, saímos em busca para saber quem estava conduzindo o veículo”, conta. O carro havia sido vendido ao motorista que atropelou Michel.

O delegado diz, ainda, que ele estava apresentava sinais claros dos efeitos do uso de entorpecentes. Em depoimento, conta Escudeiro, o motorista confessou o atropelamento. Ele foi preso em flagrante e conduzido à UPA (Unidade Prisional Avançada) de São Francisco do Sul.

Michel foi sepultado nesta terça-feira (4), no Cemitério Nossa Senhora de Fátima, na zona Sul de Joinville.

+

Trânsito