‘Menino de ouro, vivia para ajudar a família’, diz empresa sobre morte de jovem em Araquari

Empresa em que Jackson Harenza Chernhak trabalhava o definiu como menino de ouro e um dos melhores funcionários

“Menino de ouro, vivia para ajudar a família, um dos melhores funcionários”, resumiu a empresa Neovia Engenharia sobre a morte de um dos seus colaboradores em um trágico acidente na BR-101, em Araquari, no Norte de Santa Catarina.

Jackon e Alexandre morreram em um acidente na BR-101, em araquari Jackon e Alexandre morreram em um acidente na BR-101, em Araquari – Foto: montagem de fotos

Jackson Harenza Chernhak, de 26 anos, operador de máquinas, estava realizando, junto de seu colega Alexandre Galvani da Rosa, de 43 anos, um trabalho de reparo na pintura do trecho quando foram atingidos por uma carreta.

O acidente ocorreu às 23h38 de quarta-feira (24), no km 73,1 da BR-101, em Araquari. A carreta com placas de Santo Amaro da Imperatriz/SC perdeu o controle e colidiu contra o caminhão de empresa terceirizada da Arteris Litoral Sul, que realizava serviços de reparo na pintura no trecho.

Os dois trabalhadores morreram ainda no local do acidente. Outro funcionário teve ferimentos leves e foi encaminhado ao Hospital São José, de Joinville.

Carreta perdeu o controle e bateu no caminhão que estava trabalhando na rodovia -Carreta perdeu o controle e bateu no caminhão que estava trabalhando na rodovia – Foto: Ricardo Alves/NDTV

Segundo a equipe de Recursos Humanos da Neovia Engenharia, Jackson Harenza Chernhak era funcionário desde março deste ano, mas antes disso trabalhava como terceirizado. Então, há pelo menos três anos, Jackson atuava com a empresa.

“Além de trabalhador, Jackson era muito educado, era respeitado por todos e respeitava todo mundo. Tinha muitos amigos aqui, era alegre, nunca faltava ao trabalho. Era, sem dúvida, um dos nossos melhores funcionários. Era nota mil”, frisou uma funcionária do setor de Recursos Humanos.

A empresa informou, ainda, que todos estão em choque com a morte dos dos trabalhadores, que lamenta muito e que está prestando todo o auxílio e suporte às famílias.

Alexandre Galvani da Rosa que também acabou perdendo a vida neste acidente não era funcionário da Neovia Engenharia, mas era de uma empresa terceirizada que prestava serviços. A reportagem do Portal ND+ entrou em contato com a empresa para a qual trabalhava Alexandre, mas não conseguiu falar com o responsável

Alexandre Galvani da Rosa está sendo velado na capela São Benedito, em Lages, na serra catarinense.

Jackson Harenza Chernhak está sendo velado na comunidade de São Pedro, em Santa Isabel do Oeste, no Paraná.

A Arteris Litoral Sul se manifestou por meio de nota. Confira na íntegra:

“Às 23h38 de quarta-feira (24), no km 73,1 da BR-101/SC, em Araquari, uma carreta com placas de Santo Amaro da Imperatriz/SC perdeu o controle e colidiu contra o caminhão de empresa terceirizada da Arteris Litoral Sul, que realizava serviços de reparo na pintura no trecho. Dois funcionários vieram a óbito no local, e outro teve ferimentos leves, sendo encaminhado ao Hosp. São José de Joinville/SC.

A carreta de modelo VW 19320 branca transportava papéis diversos (papel higiênico e papel toalha). Ocorreu derramamento parcial da carga sobre a pista. O condutor nada sofreu.

A rodovia ficou totalmente interditada no sentido Porto Alegre (sentido Sul), para o atendimento das equipes de resgate da concessionária, SAMU e Bombeiros Voluntários de Joinville. Às 02h11, a faixa esquerda foi liberada para o tráfego de veículos, com fila de 9 quilômetros no trecho. Por volta de 04h08, a rodovia foi totalmente liberada, com fluxo lento e fila de 10 quilômetros.

A Arteris Litoral Sul reforça que segue todas as normas e boas práticas de segurança para realização de obras em rodovias, buscando assegurar a sinalização e proteção de todos os trabalhadores e usuários. Havia sinalização indicativa antecedente restringindo o acesso à faixa da direita e acostamento – onde o veículo de pintura se encontrava estacionado. No entanto, o caminhão invadiu a área restrita, colidindo contra o veículo da obra e também atingindo os colaboradores.

Neste momento, a concessionária irá acompanhar a investigação que irá apurar as causas do acidente. Ao mesmo tempo, atua para garantir a assistência ao trabalhador ferido e presta todo apoio e solidariedade aos familiares das vítimas.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Trânsito

Loading...