Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Motoboys precisam de limites no trânsito

Tá feia a coisa

Muitas pessoas estão recorrendo a serviços de entrega utilizando aplicativos de celular durante a pandemia- Foto: Arquivo/Edu Garcia/R7Muitas pessoas estão recorrendo a serviços de entrega utilizando aplicativos de celular durante a pandemia- Foto: Arquivo/Edu Garcia/R7

Um amigo me contou que atingiu um motoboy de raspão, derrubando moto e piloto, e deu graças a Deus por não ter tido maiores consequências além de arranhões e os materiais. E logo depois, só não se envolveu em outros dois, por ter redobrado a atenção, tendo um deles cortado a sua frente em preferencial, e o outro, em sinaleira, já que para alguns, como já parece ser praxe, elas não existem. E com a pandemia, esta situação piorou total, pois com menos carros circulando, eles se tornaram os verdadeiros donos do pedaço, o que é prenuncio de mais acidentes.
Fica a pergunta, se hoje vivemos a realidade do “Grande Irmão” de George Orwell, pois temos câmeras nos filmando por toda parte, porque a Guarda Municipal e a PM, que monitoram tudo, não tomam uma atitude para coibir os excessos e assim evitar danos físicos, materiais e emocionais?

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.