Ônibus em Florianópolis terão QR Code para registrar passageiros

Com o novo sistema nos veículos, prefeitura municipal irá monitorar possíveis contaminações pelo novo coronavírus

A retomada do transporte coletivo em Florianópolis contará com mudanças. Além de medidas sanitárias, a novidade é que os ônibus terão um QR Code para registrar os passageiros em cada linha.

Isso ajudará o município, em caso de diagnóstico positivo para Covid-19 em determinada linha, avisar e monitorar todos que estiveram no mesmo veículo.

Ônibus em Florianópolis terão QR Code para registrar passageiros – Foto: Anderson Coelho/NDÔnibus em Florianópolis terão QR Code para registrar passageiros – Foto: Anderson Coelho/ND

A Prefeitura da Capital anunciou na manhã desta terça-feira (2), que as operações irão retornar no dia 17 de junho. Um decreto assinado pelo governador Carlos Moisés nesta segunda-feira (1º) permitiu às prefeituras a liberação do transporte coletivo em Santa Catarina.

Leia também:

Check-in de passageiros

Conforme o secretário municipal de Mobilidade e Planejamento Urbano, Michel Mitmann, o novo sistema já está em fase de implementação. Avisos contendo o código estarão espalhados pelos ônibus para que o usuário faça a leitura voluntária com o aparelho celular. Na primeira leitura, o usuário realizará um cadastro.

O dispositivo registrará a circulação do passageiro nas linhas de ônibus. Não há necessidade de fazer o download de um aplicativo.

“Quando algum caso de Covid-19 é diagnosticado, nós investigamos por onde a pessoa passou. O usuário receberá um aviso, caso tenha frequentado a mesma linha que a pessoa contaminada”, explica Mitmann.

Todos que tiverem feito o check-in na mesma linha e horário da pessoa infectada com o novo coronavírus serão chamados para acompanhamento. A forma de envio do aviso – se por e-mail ou mensagem de texto – ainda está em estudo pela secretaria.

Avisos contendo o QR Code estarão espalhados pelos ônibus para que o usuário faça a leitura com o aparelho celular – Foto: Reprodução/Pixabay/NDAvisos contendo o QR Code estarão espalhados pelos ônibus para que o usuário faça a leitura com o aparelho celular – Foto: Reprodução/Pixabay/ND

A aplicação da tecnologia é uma parceria entre a prefeitura e uma empresa privada. De acordo com Mitmann, a tecnologia não trará custos ao Executivo.

A mobilização dos usuários para a utilização do QR Code será feita por meio de campanhas espalhadas pelos terminais de passageiros. Caso o usuário não possua um aparelho celular, a secretaria estuda outro tipo de registro.

Retorno ao trabalho

A data de 17 de junho foi estipulada pela prefeitura em função do tempo que o consórcio de ônibus vai precisar para se adequar às novas regras de utilização definidas pela equipe de saúde de Florianópolis.

O transporte funcionará em fase de testes de duas a três semanas para avaliar se a abertura afetou os dados de contágio e se é suportada pelo sistema de saúde.

Durante os próximos dias, os trabalhadores do transporte coletivo passarão por treinamento e avaliação de saúde com testes. Atualmente, os funcionários do transporte público estão com o contrato suspenso.

Novas medidas

Os ônibus vão circular apenas de segunda a sexta-feira nesta primeira fase e não poderão exceder a ocupação de 40% por veículo. Cartão estudante não será aceito, já que as aulas permanecem suspensas na cidade.

Além da redução de procura pelo serviço, a prefeitura, em conjunto com entidades do setor produtivo, dividiu a abertura e fechamento das empresas e entidades em oito grupos para evitar que se tenha horários de pico.

Todos os ônibus estarão equipados com dispenser de álcool gel e não aceitarão pagamento em dinheiro dentro do veículo. O consórcio venderá cartões pré-pagos nos terminais. Os veículos também passarão por sistema especial de higienização ao longo do dia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Trânsito

Loading...