Sancionado projeto que coloca fim no radar móvel em Blumenau; entenda

Vereador Jovino Cardoso argumenta que a fiscalização era feita de forma irregular e configurava uma indústria da multa

O prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) sancionou nesta semana o projeto de lei que proíbe o uso de radar móvel para controle de velocidade no perímetro urbano de Blumenau. A proposta foi aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores e aguardava apenas o aval do chefe do Executivo para entrar em vigor.

Sancionado projeto que coloca fim no radar móvel em Blumenau – Foto: Divulgação/Prefeitura de Blumenau

De acordo com a proposta do vereador Jovino Cardoso Neto (Solidariedade), a medida vale tanto para fiscalizações de dentro das viaturas quanto para aquelas em que o agente fica em pé, ao lado da rua. O parlamentar sempre foi um crítico quanto à forma de uso de radares móveis e os chamou algumas vezes de indústria da multa.

“Por que a fiscalização não era feita de madrugada, quando temos um alto índice de acidentes com vítimas?”, questionou Jovino durante justificativa de voto na Câmara de Vereadores em fevereiro, quando o projeto passou pela primeira votação.

Hildebrandt sancionou projeto de Jovino Cardoso que proíbe uso de radar móvel na cidade – Foto: PMB/DivulgaçãoHildebrandt sancionou projeto de Jovino Cardoso que proíbe uso de radar móvel na cidade – Foto: PMB/Divulgação

Sem fiscalização eletrônica

Desde 27 de julho do ano passado, Blumenau está sem fiscalização de velocidade no perímetro urbano por radares portáteis ou lombadas eletrônicas. O contrato com as empresas que prestavam o serviços chegaram ao fim e a prefeitura ainda não lançou novos editais.

O município até chegou a iniciar o processo para escolha da empresa que iria instalar e operar as lombadas eletrônicas, mas a Justiça suspendeu a licitação e a prefeitura decidiu fazer um novo edital que até agora não foi divulgado.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Trânsito