SC-401 completa um ano sem acidentes de trânsito com morte

Até então a melhor marca tinha sido registrada em 1997, quando a estrada completou 210 dias sem mortes

A SC-401, trecho Norte, alcançou nesta quinta-feira (14), uma marca histórica: 365 dias sem acidentes de trânsito com vítimas fatais. Para as autoridades, o recorde da rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina é resultado de diversas ações, como aumento de fiscalização e melhora do comportamento dos motoristas. Até então a melhor marca tinha sido registrada em 1997, quando a estrada completou 210 dias sem mortes.

Rodovia chega ao 365° dia sem acidentes com mortes – Foto: Doia Cercal/Secom

A via, que liga o Centro de Florianópolis às praias do Norte da Ilha de Santa Catarina, tem um tráfego médio de 63 mil veículos por dia. O comandante da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina, Evaldo Hoffmann Júnior, explica que diversos fatores levaram a esse resultado inédito para a rodovia que passou a funcionar na década de 1970.

“Estamos realizando operações de fiscalização de velocidade com radar portátil e de forma transparente. Fizemos um estudo técnico no local e estabelecemos regras claras para a fiscalização, com viatura ao longo da via e policiais bem posicionados. Assim o condutor sabe que precisa reduzir a velocidade. Além disso, trabalhamos em muito operações de Lei Seca”, reforça.

Enquanto em 2018 foram 17,6 mil operações de fiscalização de velocidade realizadas, em 2019 esse número saltou para 18,9 mil na SC-401. O comandante afirma que essas medidas, além de zerar o número de acidentes fatais, reduziram a imprudência dos condutores.

Leia também: 

“Trânsito seguro se faz com infraestrutura viária, o Governo do Estado está fazendo a restauração da SC-401; com fiscalização, a Polícia Militar Rodoviária tem feito esse papel, e também estamos trabalhando muito no comportamento do condutor”, complementa.

No ano passado, foram registradas 2246 notificações por ultrapassar em 50% o limite de velocidade na rodovia, em 2019 foram 802, o que representa uma redução de 64%.

“Além disso, tem o comportamento do próprio condutor, que está usando a rodovia respeitando a legislação de trânsito, as sinalizações e as orientações da PMRv. Assim, chegamos a esse número tão expressivo e digno de comemoração”, ressalta o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, Araújo Gomes.

+

Trânsito