Vai ter ônibus? Trabalhadores do transporte coletivo aprovam estado de greve em Blumenau

Sindicato realizou assembleia com os trabalhadores e paralisações podem ocorrer a partir do próximo domingo (1°)

A quarta-feira (28) foi movimentada para os trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau. Após duas assembleias realizadas de manhã e a tarde, motoristas e cobradores aprovaram o estado de greve. A decisão foi unanime e a partir de domingo (1°) os ônibus podem parar.

Transporte coletivo pode ter paralisações a partir do próximo domingo (1°) – Foto: Blumob/Divulgação/NDTransporte coletivo pode ter paralisações a partir do próximo domingo (1°) – Foto: Blumob/Divulgação/ND

Conforme o Sindetranscol (Sindicato dos Empregados nas Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau, Gaspar e Pomerode), a decisão foi motivada por falta de negociação sobre a convenção coletiva de trabalho 2021/2022.

O sindicato afirma que a Blumob, empresa responsável pela operação do transporte coletivo em Blumenau, se ausentou das negociações, que tinha como data-base o dia 1º de julho.

Pelas redes sociais, o Sindetranscol alegou que irá notificar a empresa, a prefeitura e também o sindicato patronal sobre a decisão ainda nesta quinta-feira (29). Com as partes notificadas, a categoria poderá realizar paralisações já no próximo domingo.

transporte coletivo pode ter paralisações em BlumenauTrabalhadores do transporte coletivo aprovaram estado de greve nesta quarta-feira (28) – Foto: Divulgação/Sindetranscol/ND

Sindicato alega perda de 11%

Os trabalhadores também cobram uma perda salarial de 11,55%. O valor representa o acumulado do período de novembro de 2019 a junho de 2021. Os dados são baseados no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Blumob quer retomar negociação

Por meio de nota, a Blumob anunciou que fez contato com a categoria e que em breve uma nova agenda de negociação será firmada entre as partes.

Confira a nota na íntegra:

A BluMob informa que já realizou contato com o Sindicato e uma agenda será firmada em breve para tratativa do tema entre as partes, e que é preciso levar em conta os impactos que a pandemia trouxe para o transporte coletivo da cidade. Avalia, ainda, que o pedido de reposição de cerca de 11% tem peso muito grande no impacto tarifário e qualquer decisão deve considerar também essas consequências.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Trânsito

Loading...