Vídeos mostram caminhoneiro sendo hostilizado e preso após arrastar motociclista na BR-101

Colisão ocorreu na tarde de sábado (6), em Penha; motorista dirigiu com homem pendurado na cabine por mais de 30 quilômetros

Após bater em uma moto, fugir e dirigir por mais de 30 quilômetros com um homem pendurado na cabine, o caminhoneiro envolvido no acidente na BR-101, em Penha, foi retirado à força do veículo e hostilizado por pessoas que assistiram à cena.

Imagens mostram o momento em que o motorista é puxado para fora do veículo por três homens e parece estar com o comportamento alterado. Ao sair do caminhão, ele é agredido.

Outro vídeo exibe o momento em que o caminhoneiro é colocado na viatura da Polícia Militar com gritos de indignação de quem acompanhou a situação.

Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o motorista não foi constatada ingestão de álcool no teste do bafômetro. No entanto, o caminhoneiro apresentava sinais motores alterados.

Ele foi foi encaminhado à Polícia Civil por dirigir com a capacidade psicomotora alterada em razão de substância psicoativa. A reportagem tenta contato com a delegacia responsável desde a manhã deste domingo (7), mas não foi atendida até a publicação.

Sandra Pereira, de 47 anos, vítima que caiu da moto com a colisão, segue em estado gravíssimo na UTI do Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Já Anderson, de 49 anos, marido dela e que ficou pendurado na cabine, deve receber alta na manhã deste domingo (7).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Trânsito