Caminhoneiros podem antecipar recebimento de frete com novo programa; saiba como

Giro Caixa Transportes oferece juros baixos para antecipação de fretes por caminhoneiros a partir desta sexta-feira (4)

A Caixa Econômica Federal contará com um empréstimo de juros baixos para caminhoneiros que precisam antecipar o recebimento de um frete. Chamado de Giro Caixa Transportes, o programa foi lançado nesta sexta-feira (4), com participação do presidente Jair Bolsonaro.

Empréstimo da Caixa oferece juros reduzidos para antecipação de frete – Foto: Leo Munhoz/NDEmpréstimo da Caixa oferece juros reduzidos para antecipação de frete – Foto: Leo Munhoz/ND

Os caminhoneiros que participarem da linha de crédito vão ter a antecipação depositada diretamente na conta do transporte com até 120 dias de antecedência, em parcela única. As taxas variam de acordo com o histórico de crédito do profissional.

A antecipação vai estar disponível para fretes registrados nos sistemas das Secretarias Estaduais de Fazenda com base na emissão do Manifesto Eletrônico Fiscal (MDF- e). As empresas interessadas em adquirir o empréstimo devem pedir habilitação do limite nas agências Caixa.

Os créditos serão avaliados para que haja aprovação do limite. Após a liberação, os pedidos de empréstimos vão estar disponíveis para contratação digital, pelo Gerenciador Financeiro da Caixa.

Motivação para o programa

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, acredita que a nova linha de crédito é um caminho para fornecer renda aos caminhoneiros em um momento de alta nos preços dos combustíveis.

“Antes, os caminhoneiros, quando não tinham os recebíveis, tomavam crédito a 10%, 15% ou 20% [de juros] ao mês. Quando eles começam a tomar a partir de 1,99% [ao mês], isso é o que a gente chama na economia de efeito-renda”, disse Guimarães. “Há um valor muito grande que pode ser usado para pagamento de diesel ou de reformas do caminhão”, completou.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, lembrou que “para diminuir o gap [lacuna] de infraestrutura, não basta o investimento. Mais duas componentes são fundamentais: a desburocratização, com a digitalização dos serviços, e a atenção para a questão humana do processo de transportes. É isso é que está sendo anunciado no dia de hoje”.

Além do presidente Jair Bolsonaro, que não discursou sobre o programa, o evento foi acompanhado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele elogiou a digitalização do banco na operação de políticas sociais, como o auxílio emergencial.

+

Transportes

Loading...