Foto de bicicletas da Yellow sendo ‘destruídas’ em Florianópolis repercute na internet

Empresa responsável pelas bicicletas e patinetes elétricos compartilhados afirma que os equipamentos serão reciclados e reaproveitados

Imagens das bicicletas Yellow, que saíram de circulação na Grande  Florianópolis, sendo destruídas por guindastes e carregadas para o lixo circularam nas redes sociais nos últimos dias.

Equipamentos sendo levados para o lixo provocou discussão nas redes sociais – Foto: Reprodução/ Redes SociaisEquipamentos sendo levados para o lixo provocou discussão nas redes sociais – Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Muitos internautas questionaram a ação, afirmando que as bicicletas poderiam ser doadas e reaproveitadas pela população carente.

No entanto, a Grow, empresa responsável pelas bicicletas e patinetes elétricos compartilhados, esclareceu o caso.

A empresa informou, em nota, que as bicicletas estão tendo três destinações: doação, manutenção ou reciclagem.

A empresa relatou, inclusive, que a Associação Vivendo e Aprendendo, da capital catarinense, recebeu doações de equipamentos em boas condições.

Com relação às bicicletas vistas sendo ‘destruídas’, a empresa explica que atua de acordo com a PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos).

Desse modo, aplica o conceito da logística reversa, ou seja, faz o reaproveitamento ou descarte apropriado de materiais, com foco na preservação ambiental.

Bicicletas virarão matéria-prima para novos produtos, de acordo com a empresa responsável – Foto: Reprodução/ Redes SociaisBicicletas virarão matéria-prima para novos produtos, de acordo com a empresa responsável – Foto: Reprodução/ Redes Sociais

As bicicletas recolhidas em Florianópolis e São José, serão pesadas, prensadas e posteriormente transformadas em matéria-prima para novos produtos à base de materiais como ferro e borracha.

A nota ressalta que as bicicletas recicladas não estavam em condições adequadas de uso, o que poderia oferecer risco para usuários.

Leia também

A Grow encerrou as atividades em várias cidades no Brasil, em anúncio feito no dia 22 de janeiro deste ano. Entre as cidades estão Florianópolis e São José, além de outras 12 no país.

Eles continuam operando, no entanto, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

De acordo com a empresa, a paralisação do serviço é temporária e visa reestruturar suas operações no Brasil.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Transportes

Loading...