Mulher fica presa na porta de ônibus em movimento em Joinville

Na volta para casa, mulher prendeu o braço na porta de ônibus e, segundo ela, o motorista se negou a parar

Imagina só, você voltar cansada do trabalho, ansiosa para chegar em casa e descansar, quando é surpreendida por uma situação que pode tirar a sua própria vida. Foi isso que aconteceu com Verônica Santana Coutinho de Deus, de 40 anos. A mulher ficou presa na porta do ônibus coletivo que utiliza todos os dias, em Joinville, no Norte de Santa Catarina.

Tudo aconteceu por volta das 14h, no bairro Jardim Paraíso, zona norte da cidade. Verônica trabalha como diarista e parou no ponto mais próximo da casa dela. Quando estava no último degrau, a porta se fechou e parte de seu corpo ficou para dentro do veículo.

Mulher fica presa em porta de ônibus – Foto: Acervo pessoalMulher fica presa em porta de ônibus – Foto: Acervo pessoal

Verônica conta que conseguiu tirar a cabeça a tempo, mas seu braço não. “Eu bati no ônibus, mas o motorista não parou. Só consegui me livrar porque tive força para tirar o braço”, relata a joinvilense.  Isso durou por cerca de quatro metros, mas foi suficiente para a diarista temer pela vida.

Ela conta que ficou desnorteada e sem saber o que fazer. Verônica tentou ligar para o administrativo da Transtusa e para o Passebus, mas não obteve retorno da reclamação.

A diarista registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil do Aventureiro e procurou ajuda médica no Pronto Atendimento Norte, com fortes dores no braço e inchaço.

A empresa afirmou por nota que está verificando a ocorrência com o motorista que trabalhou nessa linha neste horário, já que não houve nenhum registro no sistema sobre essa situação.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Transportes

Loading...