No Dia Mundial sem Carro, morador de Florianópolis dá exemplo com patinete elétrico

Pela praticidade e rapidez na locomoção, Ubiratan Ferreira usa o equipamento todos os dias para ir do Itacorubi ao Centro

Utilizar outras formas de transporte é a proposta do Dia Mundial sem Carro, comemorado nesta quinta-feira. Seja de bicicleta, de ônibus, a pé ou com qualquer outra forma alternativa de mobilidade, o que vale neste dia 22 é deixar o carro ou a moto em casa. Em dezembro do ano passado, Ubiratan Ferreira, o Bira, 54 anos, técnico da gerência de operações do Badesc, decidiu encontrar uma nova forma de se locomover em Florianópolis. Pela praticidade e economia de tempo no trajeto, todos os dias ele usa um patinete elétrico para ir de casa, no Itacorubi, ao trabalho, no Centro.

Bira - Flávio Tin
Ubiratan Ferreira e seu patinete elétrico, utilizado como meio de locomoção – Flávio Tin

Bira nunca dirigiu. Sempre alternou seus trajetos entre ônibus, táxi e a pé. No dia a dia, para ir ao trabalho, usava o transporte coletivo, mas as longas filas, especialmente no verão, fizeram com que buscasse uma nova forma de se locomover pela cidade.

Antes, para chegar ao trabalho, na rua Almirante Alvim, ele precisava pegar um ônibus às 9h no Itacorubi e desembarcava por volta de 9h40 no Ticen. Com mais dez minutos de caminhada, Bira levava quase uma hora para chegar ao trabalho. “Com o pedalete faço o trajeto em 13 ou 14 minutos e não dependo de ficar esperando o horário do ônibus ou do táxi. É só ligar e acelerar”, diz.

O investimento de Bira foi de R$ 3.400 e ele garante que valeu a pena cada centavo. Também usa o patinete para realizar tarefas como ir ao banco, nos Correios ou numa cafeteria. Aos sábados, ele sai de casa, sobe em seu patinete e vai até a avenida Beira-Mar Norte para caminhar.

Com 1.300 watts de potência, o equipamento pode chegar a até 40 km/h e tem autonomia de duas horas e 30 minutos de duração. Para recarregar a bateria, são necessárias seis horas na tomada. “É um modo de se locomover que eu gosto, não polui e é prático”, afirma.

 Trechos com e sem ciclovias

De casa até o Badesc, Ubiratan Ferreira faz cerca de oito quilômetros de ida e mais oito na volta. Neste trecho, em praticamente todo o caminho, há ciclovias ou passarelas. Por isso, Bira diz que se sente seguro ao fazer o trajeto diariamente para o trabalho.

Mas quando vai a lugares que não têm ciclovia, como no Centro Histórico, por exemplo, ele precisa disputar o canto do asfalto com os carros para poder seguir o trajeto. “Geralmente os motoristas respeitam. Nunca tive um acidente, mas também preciso prestar atenção e não abusar. É preciso respeitar o tamanho de cada veículo”, diz.

Tráfego interrompido no Centro

Como forma de incentivar o uso de outros meios de transporte, a Prefeitura de Florianópolis interrompe o tráfego de carros e motos em um dos lados da praça 15, nesta quinta-feira. Das 6h às 20h, o trecho da rua Arcipreste Paiva, da Tenente Silveira à avenida Paulo Fontes, só está liberado para transporte coletivo e escolar, táxi, bicicletas e pedestres.

O semáforo do trecho está desligado e a Guarda Municipal garante a passagem dos pedestres por meio do aceno com a mão. Entre as ações, estão previstas a distribuição de cartilhas do ciclista e verificação da pressão arterial, orientações sobre caminhar de forma saudável e programas de atividades físicas.

Quinta-feira (22) – Dia Mundial sem Carro

Passeio ciclístico em prol da criação do “Anel cicloviário”

Horário: 16h

Local: av. Beiramar Norte

Pedalada do Dia Mundial sem Carro

Horário: saída às 19h

Local: ponto de partida na pista de skate da Trindade (av. Professor Henrique da Silva Fontes)

Sábado (24)

Circuito Sesc de Caminhadas na Natureza

Horário: 8h

Local: saída do posto de salva vidas da praia dos Açores

Inscrições até 22/9 pelo site www.ticketagora.com.br e até 23/9 na Central de Relacionamento como Cliente do Sesc da Prainha. Valor: R$ 10 (ou R$ 5 para comerciários).

2º Movimento Floripa de Bicicleta

Com roda de conversa, exposição de bicicletas antigas, bike fit, food bike, escolinha bike e distribuição de material informativo

Horário: das 9h às 12h

Local: parque de Coqueiros

+

Transportes