Pessoas com deficiência têm mais autonomia com novo recurso no aplicativo floripanoponto

Recurso possibilita que os usuários planejem os deslocamentos de ônibus sem correr o risco de perder a viagem e evita permanência desnecessária em locais de circulação de pessoas

As pessoas com deficiência contam com mais um recurso de acessibilidade no aplicativo floripanoponto para se deslocar em Florianópolis.  A nova funcionalidade possibilita que essa fatia da população tenha a opção de planejar seus deslocamentos de ônibus sem correr o risco de perder a viagem por não saber quando exatamente seu ônibus parou no ponto de embarque.

Pessoas com deficiência visual têm mais autonomia por meio de recurso no aplicativo floripanoponto – Foto: Freepik/Divulgação/NDPessoas com deficiência visual têm mais autonomia por meio de recurso no aplicativo floripanoponto – Foto: Freepik/Divulgação/ND

A ferramenta, oferecida por meio da parceria entre a Prefeitura de Florianópolis e Acic (Associação Catarinense para Integração do Cego) da Capital, também ajuda os usuários a evitar a permanência em locais com mais circulação de pessoas, como pontos de embarque ou terminais do transporte coletivo, que oferecem mais risco de exposição e contágio da Covid-19.

A iniciativa permite que, ao optar pela ferramenta, o passageiro não dependa de terceiros para informar ou esperar que o motorista identifique que se trata de uma pessoa com deficiência visual que está aguardando e verifique se a linha em questão seria a que este passageiro gostaria de embarcar naquele momento, por exemplo.

De acordo com a Prefeitura de Florianópolis, a ideia é garantir que esse público possa utilizar o transporte coletivo de forma igualitária e sem dificuldades, além de proporcionar independência, acessibilidade e inclusão na mobilidade urbana da Capital. “É mais uma ferramenta de valorização do transporte coletivo que busca uma cidade cada vez mais inclusiva”, destaca o secretário municipal de Mobilidade e Planejamento Urbano, Michel Mittmann.

Para utilizar o recurso, o usuário deve contatar a ACIC  e solicitar uma chave. Esse contato pode ser feito pelo telefone (48) 3261-4500 ou email acic@acic.org.br

Henrique Sales Rosica, presidente da ACIC, acrescenta que a ação permite que os deficientes tenham autonomia ao se deslocar pela cidade. “Esse projeto é uma parceria entre a Prefeitura de Florianópolis e a ACIC, que vai fazer o acompanhamento da iniciativa. É mais uma vitória na acessibilidade às pessoas com deficiência, principalmente os deficientes visuais, que com um simples aplicativo em seu celular vão poder percorrer toda a cidade. Todos os ônibus também estarão adaptados para que esse sistema seja utilizado”, afirma.

 Como usar o aplicativo

Para utilizar o recurso, o usuário deve contatar a Acic e solicitar uma chave. Esse contato pode ser feito pelo telefone (48) 3261-4500 ou email acic@acic.org.br. Com essa chave, o usuário baixa o aplicativo floripanoponto em seu smartphone e preenche o espaço específico para esse login.

A ferramenta de acessibilidade, própria dos aparelhos de telefonia móvel deve estar ativada para que o aplicativo libere a tela de login com o campo específico da chave. Esta é a primeira versão para utilização após a fase inicial de testes.

O recurso de acessibilidade é de uso exclusivo das pessoas com deficiência – Reprodução/NDO recurso de acessibilidade é de uso exclusivo das pessoas com deficiência – Reprodução/ND

Em caso de inconformidades, os usuários poderão informar a ocorrência para a empresa que desenvolveu a solução pela área de suporte do aplicativo. O recurso de acessibilidade é de uso exclusivo das pessoas com deficiência e todas as melhorias são acompanhadas pela Acic e por um membro da entidade que possui deficiência visual, que atua na área de tecnologia, também usuário do aplicativo.

Como funciona a ferramenta

Após esse login com a chave, a pessoa com deficiência visual pode usar o recurso de acessibilidade sempre que houver necessidade de deslocamento. Ele seleciona a região de interesse, a linha e horário que vai utilizar.

Em seguida, a plataforma comunica o Centro de Controle de Operações, que repassa ao motorista através de um dispositivo eletrônico instalado no painel dos veículos. Ciente da informação, o motorista já saberá que naquele determinado ponto, uma pessoa com deficiência visual aguarda para embarcar. Dessa forma, este passageiro não dependerá de outros usuários e do motorista para lhe informar sobre qual linha se trata e não correrá risco de perder a viagem.

O usuário poderá utilizar o recurso sempre que estiver prestes a embarcar em qualquer linha do transporte coletivo da Capital. O ideal é que seja sempre com no mínimo dez minutos de antecedência da previsão de chegada da linha de preferência naquele ponto de embarque em que o usuário com deficiência visual está. É possível utilizar o aplicativo floripanoponto com a própria acessibilidade ativada no aparelho, porém essa nova funcionalidade é ativada somente com chave específica emitida pela Acic.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis