Bom vinho e boa conversa em São Joaquim

Imagine um clima serrano com tempo nublado e temperaturas baixas. Casas simples nas paisagens, coloridas e na sua maioria de madeira, todas com um elemento em comum: a chaminé soltando fumaça de um fogão a lenha.

Apesar da fama por atrair milhares de turistas todos os anos e ser assunto certo na mídia local e nacional quando neva, São Joaquim nos deu a impressão da cidade pequena e interiorana,  onde todo mundo se conhece. Tão gostoso conversar com pessoas acolhedoras e que indicam os serviços dos vizinhos!

São Joaquim: cidade pequena e interiorana – Foto: José Somensi Fotografia/NDSão Joaquim: cidade pequena e interiorana – Foto: José Somensi Fotografia/ND

Uvas italianas rendem ótimos vinhos catarinenses

Em nossa passagem por São Joaquim fomos conhecer a Leone di Venezia, que cultiva e fabrica vinhos e espumantes, utilizando em suas produções cinco tipos de uvas italianas, e oferece atendimento de degustação e venda das bebidas.

Leone di Venezia: fabrica vinhos e espumantes – Foto: José Somensi Fotografia/NDLeone di Venezia: fabrica vinhos e espumantes – Foto: José Somensi Fotografia/ND

Para chegar à vinícola é preciso acessar uma estrada de chão, que faz com que a expectativa dos visitantes aumente ainda mais. A casa produtora dos vinhos de altitude proporciona vista privilegiada da exuberância da natureza dos arredores e dos parreirais. É possível pedir bebidas e alimentos para degustar nas mesinhas ou até mesmo na grama ao redor da casa.

Com vista privilegiada da natureza dos arredores e dos parreirais – Foto: José Somensi Fotografia/NDCom vista privilegiada da natureza dos arredores e dos parreirais – Foto: José Somensi Fotografia/ND

A recepção ficou por conta do proprietário do local, Sr. Saul. Natural de Caxias do Sul, ele idealizou a vinícola como uma maneira de investir na região. O segredo dos vinhos (deliciosos e marcantes na opinião da nossa equipe), não é segredo para ninguém. Em uma conversa com ele, que não se separa da pipeta enquanto está na sala com os barris, é perceptível que cada detalhe do lugar tem como base o amor do Seu Saul pelo o que faz.

Sr. Saul, proprietário da Leone di Venezia – Foto: José Somensi Fotografia/NDSr. Saul, proprietário da Leone di Venezia – Foto: José Somensi Fotografia/ND

Taça cheia para os turistas

Para não dizer que exageramos, conversamos com um casal de turistas de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Cristiano e Viviane destacaram que dentre todas as vinícolas visitadas na Serra durante as férias, a Leone di Venezia foi a que mais gostaram. Eles não pareciam estar mentindo.

Cristiano e Viviane, turistas de Porto Alegre – Foto: José Somensi Fotografia/NDCristiano e Viviane, turistas de Porto Alegre – Foto: José Somensi Fotografia/ND

Serviço:

A casa funciona de segunda a sábado, das 10 às 17h e as visitações ocorrem sempre às 11 e às 15h. O limite de pessoas por visitação é de 25 por horário. Contato para agendamento das visitas: 49 999731135

+

Destino SC