Como será o verão de Florianópolis em termos de Turismo e Segurança

Expectativa da Prefeitura de Florianópolis é que o Verão da Virada possa devolver empregos perdidos na pandemia e reaquecer economia

Do ponto de vista econômico, o verão de 2021 não foi bom na avaliação do Secretário Municipal de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Florianópolis, Juliano Richter Pires: “O último verão foi abaixo da expectativa pela Covid-19, mas acima da expectativa pelas condições”, avalia o secretário. Para 2022, no entanto, as expectativas são melhores.

Turismo tem boa expectativa na temporada de verão em FlorianópolisExpectativa é de cadeiras ocupadas e não vazias, em Florianópolis, na temporada de 2021/2022 – Foto: Arquivo/Anderson Coelho/ND

“Apesar de termos limitação de estrangeiros, as expectativas para o turismo regional são fortes. Florianópolis é uma das cidades mais procuradas por turistas, o que nos deixa satisfeitos, mas com uma responsabilidade maior de deixar a cidade preparada para receber os turistas da melhor maneira”, afirma Pires.

Segundo ele, ainda é difícil estimar quantos turistas devem visitar a Capital no Verão da Virada. “Nas melhores temporadas, lidamos com 1,2 milhão de pessoas transitando na cidade. Não sabemos como será o comportamento esse ano, mas esperamos um volume significativo de turistas, em especial rodoviários”, disse Pires.

Como os turistas serão recebidos

Foi pensando em receber bem os turistas e satisfazer, também, os locais, que a prefeitura organizou o Verão da Virada. O trabalho é integrado, envolvendo áreas como segurança, mobilidade, turismo e lazer.

Ações rotineiras, como a instalação de 250 banheiros químicos nas praias, serão mantidas. “Temos também o programa Dazumbanho, chuveiros sustentáveis que espalhamos pelas praias da cidade”, conta Pires.

Segurança no mar no verãoOs guarda-vidas, a exemplo de Paulo Nunes, também estarão nas praias em peso durante o verão – Foto: Gabriel Laim/ND

O Verão da Virada também protegerá o turista no mar. Para isso, o Corpo de Bombeiros Militar atuará com 350 guarda-vidas espalhados nas 42 praias.

Estimulando a prática de esportes, todas as praias terão quadras de areia. Atualmente, são apenas 12 arenas. Um calendário de Esporte, Cultura e Lazer será lançado no início de novembro, incluindo a realização de um evento de surf mundial, e com atrações até março.

Lazer e turismo verãoFlorianópolis terá evento de surf mundial no calendário e atrações do Verão – Foto: Cristiano Andujar/PMF/Divulgação/ND

No que diz respeito ao meio ambiente, haverá coleta de lixo especial no verão, com a ampliação de dias de coleta nos bairros com praia. Já o Selo Turismo Legal visa a fiscalização dos ônibus de turismo:

“Quem vem com turista para cidade e fica dez dias, por exemplo, não pode prestar outro tipo de serviço, a não ser para os passageiros que trouxe”, explica o secretário.

Segurança no verãoPara ampliar a segurança e mobilidade, guardas municipais estarão nas praias, pontos turísticos e em todas as regiões da Ilha – Foto: Leo Munhoz/ND

Na visão dele, depois de um ano e meio de pandemia, a temporada de verão será fundamental para aquecer a economia da cidade e fortalecer setores atingidos pelas restrições.

“Vários nichos, principalmente ligados a turismo, bares, restaurantes e eventos, foram afetados com a pandemia. Acho fundamental fazermos uma temporada tranquila, em que a gente possa gerar oportunidades, restabelecer o número de empregos na cidade e que nossos empreendedores possam esquecer o que passou e tocar a vida para frente”, diz o secretário.

Segurança também é foco no Verão da Virada

Mobilidade, ocupação irregular dos espaços públicos, furtos e perturbação do sossego. Esses são os principais problemas do verão, em Florianópolis, segundo o secretário de segurança pública, coronel Araújo Gomes. O Verão da Virada terá uma série de ações focadas exclusivamente em segurança.

“Haverá reforço em segurança de um modo geral. Os bombeiros estarão com forte presença de salva-vidas. A Polícia Militar está formando 500 policiais no final do ano e boa parte ficará em Florianópolis. A Guarda Municipal tem 186 guardas e todos atuarão no verão. Todas as férias e licenças foram canceladas e a guarda vai operar 24 horas por dia”, explica Araújo Gomes.

Secretário de segurança pública de FlorianópolisAraújo Gomes é o Secretário municipal de Segurança Pública em Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/ND

A temporada de 2022 vai começar em novembro e terminar em abril. Esmiuçando como será o trabalho das forças de segurança no período, Araújo Gomes conta que a PM estará focada nos roubos, furtos e homicídios, enquanto que a estrutura de segurança do município focará em mobilidade.

“A operação Onda Azul, que será ampliada. Utilizamos meios de inteligência da prefeitura para mapear os pontos de retenção do trânsito e intervir com guardas, para fazer fluir”, comenta o secretário. Segundo ele, haverá uma combinação de ferramentas, com drones, a parceria com o aplicativo Waze e o controle da movimentação dos ônibus monitorados por GPS, para detectar as retenções.

Carro das forças de segurança em FlorianópolisOs 186 guardas municipais de Florianópolis vão trabalhar no verão – Foto: Leo Munhoz/ND

“Será uma operação forte na área de trânsito em muitos aspectos, a começar pela fluidez, mas também seremos presentes e rigorosos na questão da Lei Seca e dos estacionamentos em local proibido. Seremos pró-ativos no guinchamento de carros prejudicando a manobra de ônibus, ocupando vagas de ônibus de turismo, na frente de hotéis e nas vias onde é proibido estacionar”, ressalta Araújo Gomes.

A Guarda Municipal também vai atuar de forma itinerante, ampliando a atuação que, costumeiramente, concentra-se no Centro. Além da base instalada no Norte da Ilha, duas unidades móveis atenderão as áreas Sul, Leste e Continente de Florianópolis.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Turismo

Loading...