Cultura de Chapecó: rota pelos museus

A cidade mantém as suas tradições e isso reflete nas atrações turísticas, com diferentes monumentos e museus

A cidade está a 556 quilômetros de Florianópolis.

Na cidade que ostenta vários títulos, entre eles, “Capital Brasileira da Agroindústria”, “Capital do Oeste” e “Capital Catarinense do Turismo de Negócios”, Chapecó está entre os cinco principais polos de Santa Catarina. Considerado importante centro industrial no estado, apesar do desenvolvimento exponencial das últimas décadas, a cidade soube manter as suas tradições e isso reflete nas atrações turísticas, com diferentes monumentos e museus.

Museu História e Arte, em Chapecó – Foto: Secom – Prefeitura Municipal de Chapecó/DivulgaçãoMuseu História e Arte, em Chapecó – Foto: Secom – Prefeitura Municipal de Chapecó/Divulgação

Para aprofundar o conhecimento sobre a origem da cidade, o Museu da Colonização é destino certo e mostra o processo de formação do povoado, os primeiros habitantes, o seu progresso e desenvolvimento. Os Museus de História Arte de Chapecó (MHAC) e Antônio Selistre de Campos (MASC) também são imperdíveis. 

Os acervos do MHAC, datados do início do século 20 até os dias atuais, oferecem uma diversidade de objetos de caráter histórico, artístico, etnográfico e antropológico sobre a produção artística do Oeste catarinense. Já no MASC é possível conhecer a história dos indígenas, das etnias kaingang e guarani mbya, no acervo reunido pelo juiz Antônio Selistre de Campos. 

Explore mais conteúdos da cidade