Cacau Menezes

cacau.menezes@ndtv.com.br Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Exploração de turistas no Mercado Público repercute negativamente

Leitores sentiram-se envergonhados e dizem que os casos são frequentes

Turistas chilenos denunciaram o “arrocho” nas suas redes sociais: Esse almoço no Mercado Público, uma Anchova, pirão, arroz, salada e duas cervejas long necks custou R$ 574,75.  Foto: Divulgação“Bom Dia! À respeito da coluna: “Turistas Chilenos Explorados no Mercado Público…” de 22/05/2022. Parabéns. Não é de hoje que comerciantes (há exceções claro!) se aproveitam dos turistas. Eu mesmo não piso na iIha há vários anos. Parabéns ao motorista do aplicativo. E as consequências serão maiores. Participo de um grupo de chilenos viajantes. Enviei o link a 248 participantes e as reações de quem passou por isso são assustadoras. Sem falar aos que pretendiam vir, aos quais de antemão pedi desculpas envergonhadO em nome de nós brasileiros. Alcino Roehrs””

“”Prezado Cacau. Li sua matéria sobre o Restaurante e Lanchonete Amarelo Limão, realmente é de ficar indignado, e envergonhado com uma recepção dessas a turistas que vieram prestigiar Florianópolis. Mas e necessário uma correção na matéria, apesar da razão social aparecer como Restaurante e Lanchonete Amarelo Limão. Esse não e o nome conhecido do restaurante, o nome conhecido, que deve ser o nome fantasia e Restaurante Colher de Pau. Veja o link https://g.co/kgs/JrBJcr. Se pesquisar na internet mesmo vai identificar. Amarelo Limão em Florianópolis e uma empresa de Fotografias infantis, que acabou levando a culpa, sem saber do que está acontecendo. O próprio turista reclamou no Google.com, veja https://g.co/kgs/AJmju9. Mas reclamou para a empresa errada. Najan Marcelo Jorge”.

“Cacau, te assisto e leio faz muito tempo….Realmente Floripa tá passando dos limites. Sempre achei um absurdo o preço e o atendimento dos nossos restaurantes. Você bem sabe que em NYC ou London os preços são mais acessíveis do que Floripa. Passei o fim de semana em Curitiba e almocei no La Pasta Gialla no Shopping Batel e jantei no Barolo. Preços justos e atendimento de qualidade.Infelizmente descobri que Floripa não tem restaurante italiano com a qualidade deles. Temos muito que aprender. P.K”

“”Indignada e muito triste leio este abuso.  Mas quero relatar que aconteceu o mesmo com meu noivo que também é chileno em um dos Hotéis da Rede Andrade onde cobraram 3 x por nossa estadia. As duas primeiras vezes cobraram em dólares . Pedimos o estorno que nunca aconteceu . E ainda assim pagamos uma terceira vez o valor da estadia em reais. A frase que ele me disse: realmente Florianópolis é a ilha da magia, pois o dinheiro desaparece rapidinho. Odete Kamke”.

“Bom dia. Querido Cacau, essa não é uma atitude incomum no comércio em geral, com quem não é catarinense. Só prá confirmar. Bom trabalho! Sonia Dias Mecking”

“Prezado Cacau. Minha solidariedade aos turistas chilenos que foram vergonhosamente assaltados. Essa atitude desse “comerciante” não condiz com a nossa tradição de receber bem os turistas que aqui chegam. Trata-los bem, é o mínimo que esperamos. Certamente é um lugar que não pretendo frequentar, e que o proprietário tenha a decência de reparar esse lamentável episódio. Um abraço. Heitor Costa Ungaretti”.

“Oi Cacau, tudo bem? Primeiro, parabéns pela denúncia! Li sua matéria sobre o golpe no mercado público. E fui pesquisar qual o nome do restaurante (pra nunca mais pisar lá). E o nome não é Amarelo Limão como menciona a matéria. Este é o nome “razão social” do CNPJ. Joguei no Google e descobri que o verdadeiro nome é Restaurante Colher de Pau. Entrei no Instagram deles, e possuem inúmeras reclamações. Desde preço até quantidade servida. https://instagram.com/colherdepauflorianopolis?igshid=YmMyMTA2M2Y=. Obrigada pelo seu trabalho! Chayene Ribeiro”.

“Isso é vergonha pra cidade. Sou manezinho da Ilha. Nem nos restaurantes de Portugal não pagaria esse valor ? Cristiano de Almeida”

“Boa tarde Cacau!  Por favor, gostaria de saber o que você fez ou poderá fazer para que esses comerciantes desonestos não repitam mais esses assaltos aos turistas da nossa cidade. Antônio Higino dos Santos.”

“Olá Cacau, gostamos de nosso mercado público, porém somos explorados por demais, veja o exemplo eu e minha esposa possuímos o hábito de tomar café em locais diferente todas as semanas e na maioria das vezes anotamos o que foi consumido, no entanto é sempre o básico, dois expressos médios e dois salgados ou um salgado e um doce. Na penúltima sexta-feira 13.05, estivemos em um barzinho fundo do Box 32 (lado de fora do mercado público, com vento e frio de gelar) e fomos servidos, pagando pelo consumido R$ 53.00, Na última sexta-feira 20.05 estivemos na esquina da Av. Rio Branco, com Prefeito Osmar Cunha (outrora local de um posto de combustíveis) consumindo a mesmice e pagamos R$ 50.05, com todo conforto e esmerado atendimento, conclusão nosso Mercado  não tem nada de Público e sim de Exploração. GratoPedro Pickler Da Correggio”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...