FOTOS: Conheça o castelo medieval que é atração turística no interior de Santa Catarina

Em Cocal do Sul, o Castelo Britânico proporciona o turismo de experiência para os visitantes com uma viagem ao Reino Unido sem sair do Brasil

A distância entre a Escócia, um dos países do Reino Unido, e Florianópolis passa de dez mil quilômetros, são mais de 15 horas de voo para chegar ao país europeu. Mas é possível ter uma outra opção no Brasil e mais em conta para conhecer um pouco sobre a cultura, história e hábitos britânicos a apenas 200 quilômetros da capital de Santa Catarina.

O Castelo Britânico levou oito anos para ser construído, de 1998 a 2006 – Foto: Castelo Britânico/DivulgaçãoO Castelo Britânico levou oito anos para ser construído, de 1998 a 2006 – Foto: Castelo Britânico/Divulgação

É na pequena e tranquila Cocal do Sul, no Sul do Estado, que se encontra o Castelo Britânico: uma construção em estilo franco-escocês inspirado no Castelo de Glamis, na Escócia, onde nasceu a mãe da rainha Elizabeth II. São 1.500 m² de área construída, dividida em quatro andares, seis salas temáticas e duas torres.

Cada espaço remete a fatos importantes da história britânica e da cultura de seus povos. É como se você estivesse no cenário de um filme, com direito a trono e coroas. Por lá, você pode até tomar o famoso Chá das Cinco Inglês, que é servido entre 10h e 16h, para atender um maior número de pessoas.

O Castelo Britânico levou oito anos para ser construído, de 1998 a 2006. Os donos são ingleses e escoceses e tiveram esse sonho ambicioso para aproximar a cultura britânica de quem não pode ir à Europa. A realização chegou até o Palácio de Buckingham, em Londres, e em 2007 os proprietários receberam uma correspondência oficial da rainha Elizabeth II os parabenizando pela obra.

Tudo dentro do palácio é pensado para transportar o visitante a uma outra época e lugar, como se estivesse vivendo um conto de fadas ou um dia de realeza. A imaginação lá dentro corre solta, tornando essa uma experiência diferente e única ao turista.

O que conhecer no Castelo Britânico?

Entrada do Castelo Britânico - Castelo Britânico/Divulgação
1 6
Entrada do Castelo Britânico - Castelo Britânico/Divulgação
O Castelo Britânico oferece o famoso Chá das Cinco Inglês com atendimento agendado - Castelo Britânico/Divulgação
2 6
O Castelo Britânico oferece o famoso Chá das Cinco Inglês com atendimento agendado - Castelo Britânico/Divulgação
A construção do Castelo Britânico é em estilo franco-escocês - Castelo Britânico/Divulgação
3 6
A construção do Castelo Britânico é em estilo franco-escocês - Castelo Britânico/Divulgação
Os visitantes podem ter a experiência de provar um café, um chá ou brunch no palácio - Castelo Britânico/Divulgação
4 6
Os visitantes podem ter a experiência de provar um café, um chá ou brunch no palácio - Castelo Britânico/Divulgação
Cristais e porcelanas fazem parte do acervo do Castelo Britânico - Castelo Britânico/Divulgação
5 6
Cristais e porcelanas fazem parte do acervo do Castelo Britânico - Castelo Britânico/Divulgação
Interior do Castelo Britânico - Castelo Britânico/Divulgação
6 6
Interior do Castelo Britânico - Castelo Britânico/Divulgação

A riqueza de detalhes do acervo impressiona. São móveis, utensílios, quadros, recortes de jornais, objetos e ambientes que buscam representar fatos marcantes da história e de parte da cultura britânica. O interesse desse turismo de experiência é que o visitante pode interagir com o cenário, sentar nas poltronas, nas mesas, tocar  objetos e ter uma vivência próxima e real.

O palácio está dividido em seis salas temáticas, distribuídas em quatro andares. No subsolo fica o Salão Real ou State Room. O ambiente reproduzido guia para os tempos medievais, de grandes batalhas, de caças e uso de velas. Até uma armadura do ano de 1314 consta no acervo do castelo.

No térreo está a sala que homenageia Winston Churchill, primeiro-ministro do Reino Unido durante a 2ª Guerra Mundial. Até jornais originais da época do conflito estão por lá. A imagem de Churchill estampa algumas porcelanas para café e para chá. Charutos variados e uísques escoceses fazem referência a dois grandes gostos do primeiro-ministro.

No mesmo andar você também irá conhecer o The Prince of Wales Pub, um espaço que reproduz o ambiente de um bar britânico. Pelas paredes aparecem referências da cultura como o célebre detetive Sherlock Holmes, os Beatles e o famoso bruxo Harry Potter. Ali também há um terraço com vista para o jardim do castelo.

Subindo para o primeiro andar está o salão em homenagem às rainhas Elizabeth I e Elizabeth II. Várias fotografias e um quadro pintado à mão de Elizabeth I dão o clima real ao espaço. Até jornais originais da coroação de Elizabeth II, em 1953, estão lá. Nas paredes, retratos marcam diferentes momentos do reinado.

O chá também não poderia faltar. Em uma cristaleira, várias porcelanas e bules fazem referência a esse hábito britânico. Há, inclusive, porcelanas específicas para determinadas épocas do ano, como o Natal, e uma lata comemorativa aos 50 anos de reinado de Elizabeth II. É neste andar também que fica uma das torres do castelo, onde é servido o Chá das Cinco.

No próximo lance, a sala que leva o nome de Lord Nelson, famoso oficial da Marinha Real Britânica, reproduz o ambiente onde se traçavam as rotas marítimas. Chegando ao último andar, você estará na Top Terrace, a torre escocesa onde fica uma gaita de fole feita em Edimburgo, capital da Escócia. Lá de cima, no terraço, avista-se a Serra Catarinense e a cidade de Siderópolis.

Para compor todos esses cenários que remetem à história e à cultura britânica, o castelo tem em seu acervo antiguidades do Rio Grande do Sul e réplicas de móveis feitos em Santa Catarina. Da Inglaterra e da Escócia vieram porcelanas, prataria, cristais, gravuras, jornais originais e instrumental musical.

Programe-se

A visita ao Castelo Britânico pode durar até 1h e precisa ser agendada, de terça a domingo, das 10h às 16h. O prédio ainda não possui equipamentos de acessibilidade para pessoas com pouca ou nenhuma locomoção.

O espaço também oferece o tour em inglês britânico, com um guia nativo. Se você optar por participar do Chá das Cinco ou do Brunch, poderá ficar por lá até 2h. O palácio também promove alguns eventos, em datas especiais, como no Dia dos Namorados.

Chá das Cinco e Brunch no Castelo Britânico

Além do tour para conhecer o Castelo Britânico por dentro, você pode também tomar um café, um chá ou brunch no palácio. Mas como é característico dos britânicos, cada um deles é servido pontualmente em certos horários.

Se optar pela primeira opção, terá direito a um bule de café ou de chá e uma torre de doces e salgados tipicamente ingleses. Este serviço pode ser agendado de terça-feira a domingo, entre 10h e 16h.

Agora se escolher pelo brunch, uma refeição que faz as vezes de um café da manhã e almoço, está incluso suco, um drink, iogurte com frutas, ovos pochê com lombinho canadense e sobremesa. Deu água na boca aí? O serviço é servido pontualmente das 12h às 14h.

Como chegar até o Castelo Britânico?

A cidade de Cocal do Sul, onde está o castelo, fica a 200 quilômetros de Florianópolis. De carro, o caminho até lá é pela SC-108, a partir da BR-101.

Já o Castelo Britânico fica na Estrada Geral, área rural da cidade. O acesso é pela Rodovia Otávio Fontana e são três quilômetros de estrada de chão.

Explore mais conteúdos da cidade