Conheça a recém-criada Rota Turística Imperial Caminho dos Príncipes

Lei de criação da nova reta foi sancionada e prevê a potencialização do setor socioeconômico na região e das 10 cidades que fazem parte da rota

O Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (sem partido), sancionou, na última terça-feira (14), a lei de criação da Rota Turística Imperial Caminho dos Príncipes.

A lei, de autoria do deputado Nilso Berlanda (PL), inclui 10 municípios catarinenses na nova rota turística do Estado. Além disso, o autor da matéria cita que o objetivo específico é divulgar os eventos e pontos turísticos das cidades que integram, como potencializar o desenvolvimento socioeconômico regional e estadual.

“Combinando história e cultura, desenvolvimento econômico e preservação da natureza, belas paisagens litorâneas e bucólicos recantos rurais, a Rota Turística Imperial Caminho dos Príncipes será um dos roteiros turísticos mais diversificados e atraentes de Santa Catarina”, explicou Berlanda.

Ainda conforme o deputado, o nome tem origem em um episódio histórico ocorrido em m 1853, quando as terras do local em que hoje se situa a cidade de Joinville foram incluídas no dote de casamento do príncipe de Joinville com a princesa Francisca Carolina, irmã de D. Pedro II.

Conheça as cidades que compõe a rota

Maria-fumaça, Rio Negrinho, – Foto: NDTV/Arquivo/ND
1 10
Maria-fumaça, Rio Negrinho, – Foto: NDTV/Arquivo/ND
São Bento do Sul: Seguindo a ordem estabelecida em lei, o segundo município é o de São Bento do Sul, via Rodovia Deputado Genésio Turek. A cidade é marcada por colonizações de imigrantes alemães, austríacos, tchecos e poloneses, sendo marcado por diversas festas culturais. Além disso, segue se destacando pelas belezas naturais e ecoturísmo  – Foto: PMSBS/Divulgação/ND
2 10
São Bento do Sul: Seguindo a ordem estabelecida em lei, o segundo município é o de São Bento do Sul, via Rodovia Deputado Genésio Turek. A cidade é marcada por colonizações de imigrantes alemães, austríacos, tchecos e poloneses, sendo marcado por diversas festas culturais. Além disso, segue se destacando pelas belezas naturais e ecoturísmo  – Foto: PMSBS/Divulgação/ND
Campo Alegre: Com altitude média de 850 metros, a região possuí ótimo clima para quem busca o frio e a queda de geada. Além disso, os campos cobertos de araucárias e cachoeiras mesclam com as montanhas no fundo do cenário. – Foto: Estela Augustin/Arquivo/ND
3 10
Campo Alegre: Com altitude média de 850 metros, a região possuí ótimo clima para quem busca o frio e a queda de geada. Além disso, os campos cobertos de araucárias e cachoeiras mesclam com as montanhas no fundo do cenário. – Foto: Estela Augustin/Arquivo/ND
Joinville:  Uma das principais cidades de Santa Catarina, Joinville, também, faz parte da rota turística. De acordo com a lei, o trecho segue pelo prolongamento da SC-418 ou pela BR-101. Influenciada pelas culturas colonizadoras dos povos europeus, a cidade conta com arquitetura, festas e gastronomia diversificada – Foto: Markito/Santur/Divulgação/ND
4 10
Joinville:  Uma das principais cidades de Santa Catarina, Joinville, também, faz parte da rota turística. De acordo com a lei, o trecho segue pelo prolongamento da SC-418 ou pela BR-101. Influenciada pelas culturas colonizadoras dos povos europeus, a cidade conta com arquitetura, festas e gastronomia diversificada – Foto: Markito/Santur/Divulgação/ND
Araquari: Seguindo a rota, o município de Araquari tem o ecoturismo como seu forte, por exemplo, passeios de caiaque, barco e pesque-pague. Além disso, O Santuário Bom Jesus e a Festa do Padroeiro são outras opções para visitação – Foto: PMA/Divulgação/ND
5 10
Araquari: Seguindo a rota, o município de Araquari tem o ecoturismo como seu forte, por exemplo, passeios de caiaque, barco e pesque-pague. Além disso, O Santuário Bom Jesus e a Festa do Padroeiro são outras opções para visitação – Foto: PMA/Divulgação/ND
São Francisco do Sul: Assim como no Mercado Público (foto), o município conta com traços históricos nos projetos arquitetônicos, sendo mais de 400 imóveis tombados pelo PIHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A ocupação da Ilha, onde se situa a cidade, começou por volta de 1504. Além do centro histórico, as praias, cacheiras, dunas e florestas merecem a visita – Foto: PMSFS/Divulgação/ND
6 10
São Francisco do Sul: Assim como no Mercado Público (foto), o município conta com traços históricos nos projetos arquitetônicos, sendo mais de 400 imóveis tombados pelo PIHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A ocupação da Ilha, onde se situa a cidade, começou por volta de 1504. Além do centro histórico, as praias, cacheiras, dunas e florestas merecem a visita – Foto: PMSFS/Divulgação/ND
Balneário Barra do Sul: Com mais de 10 km de praia, o arquipélago com cinco ilhas e duas lagoas próprias para banho são destaque para o verão. Além disso, as vilas de pescadores mantêm viva a tradição açoriana e na culinária baseada em frutos do mar – Foto: Rafael Imhof/Divulgação/ND
7 10
Balneário Barra do Sul: Com mais de 10 km de praia, o arquipélago com cinco ilhas e duas lagoas próprias para banho são destaque para o verão. Além disso, as vilas de pescadores mantêm viva a tradição açoriana e na culinária baseada em frutos do mar – Foto: Rafael Imhof/Divulgação/ND
Guaramirim: Assim com a maior parte das cidades catarinenses, Guaramirim, também, conta com influência de costumes e tradições de portugueses, alemães e italianos. O Festival de Rock Alternativo aparece como destaque cultural da região – Foto: PMG/Divulgação/ND
8 10
Guaramirim: Assim com a maior parte das cidades catarinenses, Guaramirim, também, conta com influência de costumes e tradições de portugueses, alemães e italianos. O Festival de Rock Alternativo aparece como destaque cultural da região – Foto: PMG/Divulgação/ND
Jaraguá do Sul: Com o ecoturismo como o ponto principal, Jaraguá do Sul é cercado por morros de Mata Atlântica, cachoeiras e picos de grande altitude, favorecendo a prática de voo livre e rapel, por exemplo. O município é marcado como um polo têxtil e industrial – Foto: Carlos Junior/ND
9 10
Jaraguá do Sul: Com o ecoturismo como o ponto principal, Jaraguá do Sul é cercado por morros de Mata Atlântica, cachoeiras e picos de grande altitude, favorecendo a prática de voo livre e rapel, por exemplo. O município é marcado como um polo têxtil e industrial – Foto: Carlos Junior/ND
Corupá: A Rota das Cachoeiras é um dos principais atrativos para quem visita o município de Corupá, sendo mais de 60 pontos espalhados por toda a região. – Foto: Rota da cachoeira/Reprodução/ND
10 10
Corupá: A Rota das Cachoeiras é um dos principais atrativos para quem visita o município de Corupá, sendo mais de 60 pontos espalhados por toda a região. – Foto: Rota da cachoeira/Reprodução/ND
+

Turismo

Loading...