Ocupação hoteleira aumentou 25% na parte continental de Florianópolis durante Carnaval

Crescimento foi registrado também nos municípios de São José, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz e Águas Mornas

A porção continental de Florianópolis passou a abrigar mais turistas neste Carnaval. Conforme os dados divulgados pelo SHRBS (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares), a ocupação hoteleira na região apresentou aumento de 25,14% quando comparada ao Carnaval anterior.

Praia de Itaguaçu, no bairro Coqueiros – Foto: Eduardo Valente/Arquivo/NDPraia de Itaguaçu, no bairro Coqueiros – Foto: Eduardo Valente/Arquivo/ND

De todos os 1.114 leitos disponíveis ao público na região, 820 foram ocupados. Para Estanislau Bresolin, presidente do SHRBS, a melhora reflete a criação de novos hotéis, assim como o serviço ofertado pelos estabelecimentos da região.

Apesar da parte continental da Capital ter o aumento mais expressivo, a ocupação hoteleira também cresceu em municípios da Grande Florianópolis.

Leia também:

Nos 63 estabelecimentos distribuídos pelos municípios de São José, Florianópolis, Palhoça, Águas Mornas e Santa Amaro da Imperatriz, foi registrado um aumento de quase 12% na ocupação dos 6.293 leitos disponíveis.

O SHRBS atribui o crescimento da ocupação hoteleira principalmente ao fato deste Carnaval ter ocorrido em um período mais próximo à temporada de verão. O tempo ensolarado também contribuiu, uma vez que os estabelecimentos litorâneos tiveram 86,49% de todos os seus leitos ocupados.

No Centro de Florianópolis, local onde ocorre o famoso Bloco dos Sujos, as reservas aumentaram em 17,70%, acompanhado o crescimento do bloco, que recebeu um público 10% maior que o de 2019.

Já nos municípios de Águas Mornas e Santo Amaro da Imperatriz, o aumento na rede hoteleira foi de quase 1%. A região atrai turistas pelas águas termais.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Turismo