Para relaxar: que tal um mergulho nas águas termais de SC?

Santa Catarina possui 18 cidades, distribuídas em cinco regiões do estado, com águas termais

Água termal em Santo Amaro da Imperatriz – Foto: Hotel Caldas da Imperatriz/DivulgaçãoÁgua termal em Santo Amaro da Imperatriz – Foto: Hotel Caldas da Imperatriz/Divulgação

Sabe aquele ditado: “Não é água com açúcar que acalma, é água com sal (a do mar)”? Pois é. Podemos acrescentar a esta lista mais uma: as águas termais. E disso nós sabemos bem! Santa Catarina possui 18 cidades, distribuídas em cinco regiões do estado, com estâncias hidrotermais e estância hidromineral. 

Pelo estado, você encontra a primeira estância termal do Brasil, em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis; a única estância de água termal salgada do país, em São João do Sul, no extremo Sul (sem funcionamento no momento); e uma das águas termais mais quentes do Brasil, em São João do Oeste. 

As águas termais são águas de temperatura superior ao do corpo humano. Elas vão esquentando à medida que se infiltram nas camadas mais profundas da terra. A cada 33 metros de profundidade, a temperatura aumenta 1ºC. Mas é importante salientar que para entrar em contato com o corpo humano, ela é resfriada até alcançar uma temperatura apenas um pouco superior à temperatura natural do corpo. 

Essa água que volta aquecida para a superfície centenas ou até milhares de anos depois, por meio de fendas em rochas, possui vários benefícios para a saúde. Por ser rica em sais minerais e quente, a água termal alivia dores e sintomas, relaxa e tem efeitos estéticos também. Nada mal, não? Vamos, então, conhecer algumas opções de onde desfrutar águas termais em Santa Catarina! 

Gravatal

A cidade está a 158 quilômetros de Florianópolis. 

Gravatal pertence à região metropolitano de Tubarão e está em uma posição privilegiada, entre a Serra e o mar. 

Para aproveitar toda essa potência de águas relaxantes, o caminho é a Termas do Gravatal. O complexo é composto por piscinas, parque aquático, banheiras para banho termal, saunas, além de outros atrativos. Como nos outros locais, aqui o visitante também tem a opção de se hospedar ou apenas passar o dia. 

São João do Oeste

A cidade está a 695 quilômetros de distância de Florianópolis. 

É nesta cidade, no extremo Oeste de Santa Catarina, que se encontram uma das águas termais mais quentes do Brasil. Há uma profundidade de 1.372 metros debaixo da terra, elas chegam à superfície com 52ºC e repletas de sais minerais.

As águas foram descobertas no ano de 1994, quando a Prefeitura Municipal de São João do Oeste perfurou um poço para água potável. O que o poder público encontrou não foi exatamente uma boa água para se beber, mas certamente uma ótima fonte com benefícios para a saúde. 

Para aproveitá-las, o visitante deve ir até o Parque de Águas Termas São João. O complexo oferece piscinas internas e externas, toboáguas e escorregadores. Além disso, é possível fazer passeios a cavalo, praticar esportes de aventura, percorrer trilhas e cachoeiras, entre outras atividades. 

O valor da entrada é de R$ 30 para adultos e R$ 20 para crianças de três a 12 anos. Crianças de zero a dois anos não pagam. Outras atividades e esportes são pagos à parte, assim como a hospedagem no local.

Santo Amaro da Imperatriz

A cidade está a 38 quilômetros de distância de Florianópolis. 

Santo Amaro da Imperatriz é uma cidade pertencente à região metropolitana de Florianópolis. As águas termais à margem do Rio Cubatão foram descobertas no ano de 1809. No ano de 1818, o Rei João VI baixou um decreto que determinava a construção de um hospital e esse fato é considerado como a primeira lei que cria uma estância termal no Brasil. 

Em 1945, a cidade se preparou toda para receber Dom Pedro II e sua esposa Dona Teresa Cristina que vieram conhecer as águas termais. O hospital construído no século 19 é hoje o Hotel Caldas da Imperatriz. Um patrimônio histórico de mais de 150 anos. 

Além da piscina termal, com temperatura média de 40ºC, o espaço ainda conta com casas de banho, onde o visitante usa banheiras construídas nos idos de 1848. Não para por aí. O hotel tem também um parque aquático com direito a toboágua passando pelas árvores, piscinas artificiais, naturais, cachoeiras, mirante e espaço para churrasco. 

Horário de funcionamento:

Se você não quiser se hospedar no hotel, há opção de passar o dia aproveitando o parque. O horário de funcionamento é de quinta-feira a domingo, das 9 às 17 horas. O valor é de R$ 15 por pessoa. Crianças de zero a cinco anos não pagam. 

Formação das águas termais: você sabe como é este processo?

Funciona assim: a água da chuva que não segue com rios, mares, oceanos e nem é absorvida pela vegetação, vai se infiltrando pela terra. Nos terrenos mais permeáveis, ela vai escorrendo; já nos menos impermeáveis, ela aproveita pequenas rachaduras em rochas para ir ganhando espaço.

Mas não pense que este é um caminho fácil e rápido. Muito pelo contrário. Em um único ano, são poucos centímetros que a água avança para baixo. Portanto, tenha certeza que a água termal onde você vai se banhar passou centenas ou milhares de anos aquecida no subsolo. 

E como ela volta à superfície para abastecer nossas estâncias termais? À medida que ela vai descendo pelo subsolo e a temperatura vai aumentando, a pressão também aumenta. É essa pressão que faz a água subir, ocupando novamente espaço entre rachaduras de rochas. Com a diferença que o retorno à superfície é mais rápido, chegando novamente em lagos rios e oceanos. 

Por isso, quando estiver desfrutando de uma piscina ou uma banheira de água termal, aprecie também o fato de aquela água ter ficado muitos anos em preparação para que você pudesse aproveitar seus benefícios. 

Explore mais conteúdos da cidade