Prefeituras da Serra de SC defendem que apenas turistas com reservas visitem a região

Além de evitar contágio de Covid-19, municípios serranos querem dedicar esforços para atender aos moradores, que muitas vezes enfrentam destelhamento durante tempestades

As prefeituras da região serrana de Santa Catarina devem atuar para que apenas os turistas que já tenham reservado hospedagem visitem as cidades nos próximos dias. Esta foi a decisão tomada pelos municípios da Amures (Associação dos Municípios da Região Serrana), na tarde desta terça-feira (18).

Para isso, as prefeituras devem lançar em conjunto uma campanha para conscientizar a população. A ação é uma resposta à pandemia de Covid-19 – e o temor pelo aumento de casos.

Outro motivo é que os municípios querem concentrar esforços para atender os moradores que enfrentam enfrentam destelhamento e outras problemas em razão da nevada.

Prefeituras da Serra de SC defendem que apenas turistas com reservas visitem a região – Foto: Prefeitura de Urupema/Divulgação/ND

A resolução foi decidida em reunião entre os municípios de Lages, São Joaquim, Urupema, Urubici, Bom Jardim da Serra, Rio Rufino e Bom Retiro. Além da Amures, também participaram representantes da Santur (Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina) e das polícias militares e rodoviárias, bem como a Defesa Civil.

De acordo com  a assessora de turismo da Amures, Ana Vieira, existem preocupações maiores do que o turismo neste momento. Dentre elas, os danos causados pelas tempestades de neve e o risco de contágio em razão da pandemia de Covid-19 – a região está em alerta gravíssimo desde o último dia 12.

“A ideia é fazer esta campanha para comunicar os turistas. Temos outros problemas, como gelo na pista e as tempestades de neve, que muitas vezes causam destelhamentos” ressalta Vieira. “Precisamos estar com a equipe focada para cuidar destas pessoas “.

Durante a reunião, que se estendeu das 16h até às 17h30, foi decidido orientar efetivos militares, vindos de outras regiões do Estado, para o atendimento à população. Os municípios reservarão locais, como escolas e galpões, para atender possíveis munícipes desabrigados.

Procura por reservas cresceu 37%

Com o anúncio de nevada, a procura por reservas em hotéis e pousadas nos 18 municípios serranos cresceu cerca de 37%. Até o final da tarde desta terça-feira (18), não haviam mais vagas em pelo menos sete cidades serranas.

Para Vieira, a preocupação é motivada também ao fato de muitos turistas visitarem a Serra durante nevadas, mas não se preparem. Há casos onde os turistas deixam para reservar em última hora ou decidem dormir dentro do carro, situações desaconselháveis.

“Já houve quadro de pessoas que morreram dentro do veículo por causa do frio” ressalta Vieira.  Com a expectativa de nevada em 2018, a prefeitura de São Joaquim precisou liberar as dependências de postos de saúde para abrigar visitantes que não tinham reservas. Com a pandemia de Covid-19, isso não ocorrerá.

+

Turismo