Quarentena: 757 pessoas são mantidas em navio em Santos que passou por Balneário Camboriú

Justiça determinou que navio da Costa Fascinosa se mantenha no porto após 35 ocupantes apresentaram sintomas da Covid-19. Desembarque foi proibido em Balneário Camboriú

Ao todo, 757 ocupantes estão proibidos de sair do navio cruzeiro pela Costa Fascinosa que está atracado no Porto de Santos.

A determinação é da Justiça Federal, em liminar concedida no domingo (29) por conta da presença de 35 pessoas a bordo com suspeita de coronavírus.

O navio está em quarentena desde o dia 19 de março e só pode sair quem precisa de atendimento médico. Nesta segunda-feira (30), técnicos da Anvisa  (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estiveram a bordo vistoriando o navio.

Navio passou por Balneário Camboriú, mas ninguém desembarcou – Foto: Divulgação/NDNavio passou por Balneário Camboriú, mas ninguém desembarcou – Foto: Divulgação/ND

Em nota, a Anvisa disse que a inspeção avaliou a situação dos tripulantes e as condições de isolamento. Não houve nenhum desembarque e todos os tripulantes com sintomas permanecem a bordo.

Desde o dia 19 de março, quando foi determinada a quarentena, a tripulação é mantida na cabines sem acesso as áreas comuns.

Leia também:

Procurada pela reportagem do nd+, a Costa Cruzeiros confirmou que todos os tripulantes a bordo do navio Costa Fascinosa estão acomodados em cabines individuais com varanda, respeitando a quarentena. Afirmou também que todos estão sendo cuidados e monitorados por um médico, da Costa Cruzeiros, responsável por avaliar as condições de saúde a bordo.

A empresa disse, entretanto, que não teve acesso ao relatório de inspeção da Anvisa que foi feita na segunda-feira (30).

Passagem por Balneário Camboriú

O navio Costa Fascinosa saiu do Porto Santos para um minicruzeiro de três noites, de 14 a 17 de março com saída de Santos, passando por Ilha Bela e Balneário Camboriú. Retornaria para Santos no dia 14.

Em Balneário Camboriú, não foi possível fazer escala. O prefeito Fabrício Oliveira determinou que ninguém iria desembarcar para evitar risco de contaminação pelo coronavírus.

Em nota, o prefeito disse: “Sabemos que há todo um protocolo a ser cumprido pelos cruzeiros. Mas nunca é demais prevenir. Estamos observando o avanço do vírus no país e os números nos mostram que temos que ter todo cuidado possível”, disse avisando que a medida iria valer para todos ao navios com escala prevista para os próximos dias.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Turismo

Loading...