Raul Sartori

Notícias de fatos e pessoas, preferencialmente de SC, em primeira mão, sempre que possível.


Santuário Santa Paulina tenta retomar atividades

As atividades serão reiniciadas dentro dos limites possíveis estabelecidos pelas autoridades sem prazos pré-determinados

Com cerca de 10% dos visitantes que costumava receber em tempos normais (uma média de 90 mil por mês e agora cerca de 4 mil, no máximo), o Santuário Santa Paulina está sendo estimulado a retomar suas atividades para que, direta ou indiretamente, também ajude na recuperação da economia de Nova Trento, principalmente do comércio e do turismo.

Visitação ao Santuário deve retomar as atividades – Foto: Divulgação

A iniciativa pela reativação gradativa das atividades foi tomada pelo prefeito Gian Voltolini, que destacou seu chefe de gabinete e secretário de Turismo e Cultura, Sálvio Tonini,  e o secretário de Administração e Finanças, Valdemir Quaiatto, para coordenarem uma reunião com as Irmãzinhas da Imaculada Conceição e com os administradores do Santuário Santa Paulina, realizada ontem, 1º, em Vígolo.

Esse primeiro encontro, diz o secretário de Turismo e Cultura, Sálvio Tonini, foi para estabelecer as bases da retomada, já que as atividades do complexo religioso estão praticamente paradas desde 17 de março, quando foi editado o decreto estadual estabelecendo várias restrições à locomoção de pessoas devido à pandemia de covid-19.

Outro motivo que motivou a reunião foi a portaria 583, de 24 de agosto, do governo estadual, liberando o transporte por fretamento (excursões) em território catarinense. O santuário neotrentino e a Secretaria de  Turismo  tem respondido muitos contatos, de todo país, de pessoas e empresas, principalmente as ligadas ao turismo religioso, pedindo informações sobre as atuais condições, em Nova Trento e Santa Catarina, para que possam, elas também, empreender deslocamentos para Nova Trento e assim reiniciar ou dar mais dinâmica às suas atividades.

A decisão da reunião é que as atividades serão reiniciadas, dentro dos limites possíveis estabelecidos pelas autoridades, sem prazos pré-determinados. Porém, a preocupação  – e as ações nesse sentido visam isso – é que os destinos turísticos, como é o caso do santuário neotrentino, estejam preparados. Fala-se, inclusive, numa grande avalanche de visitantes, principalmente daqueles que visitavam o santuário de forma frequente (pagadores de promessas, em especial) e que, devido à pandemia, estão ausentes há mais de seis meses.

Uma nova reunião foi agendada para o próximo dia 8, com a presença do chefe do Destacamento da Policia Militar de Nova Trento, subtenente Charles Rodrigues, para analisar a possibilidade da corporação dar uma cobertura no santuário, pelo menos nos finais de semana, para que os visitantes atentem às normas de segurança sanitária, como evitar aglomerações. Uma das estratégias é agendar mais missas durante o dia. Depois desta nova reunião novos encaminhamentos serão tomados para que, da forma mais segura possível, os visitantes possam voltar ao santuário neotrentino.

+

Raul Sartori