Agressão à equipe da NDTV Record Joinville: repúdio e solidariedade aos jornalistas

Uma avalanche de manifestações contra os atos de agressão e em apoio aos profissionais do Grupo ND marcou o fim de semana em SC

A agressão sofrida pela equipe de reportagem da NDTV Record  ganhou repercussão nacional. Entidades, autoridades, produtores de conteúdo e veículos de comunicação lamentaram o fato que ocorreu no sábado (15) em Joinville, no Norte de Santa Catarina.

Repórter e operador de câmera foram agredidos enquanto trabalhavam no sábado (15) – Foto: Dani Lando/NDTVRepórter e operador de câmera foram agredidos enquanto trabalhavam no sábado (15) – Foto: Dani Lando/NDTV

As agressões ocorreram em frente a Choperia Dona Francisca, na área Central da cidade. No local, ocorria uma briga generalizada do lado de fora, quando a equipe de reportagem parou para registrar a situação.

O repórter Ronaldo Daros começou a filmar, fazendo seu trabalho, quando começaram as agressões. Ele estava dentro do carro, com os vidros abertos, quando foi agredido por um garçom, identificado como João, e, depois, por Jonathan Borges Pereira, com tapas e socos no rosto e no estômago.

Nesse momento, o operador de câmera Ricardo Alves desceu do carro e tentou conter os agressores e defender o colega, porém, foi empurrado. Além disso, Jakson Fabiano Veiga da Silva, subiu em cima do carro da emissora, chutou o para-brisa e o teto do veículo, e quebrou o vidro. A Polícia Civil investiga o caso.

Com isso, várias entidades se manifestaram sobre o caso. O Grupo ND repudiou as agressões sofridas pelos profissionais e cobrou punições aos responsáveis. Confira a nota oficial:

“O Grupo ND repudia e lamenta as agressões sofridas pela equipe de reportagem da NDTV Joinville, ocorrida na noite de sábado, 15 de maio, quando tentava registrar uma briga de frequentadores de uma choperia no centro da cidade e pede às autoridades policiais a apuração rigorosa dos atos criminosos.

O repórter Ronaldo Daros e o operador de câmera Ricardo Alves foram cercados por um grupo de pessoas, em frente ao estabelecimento. Um dos profissionais foi atingido com socos e sofreu ameaças de morte e o veículo teve o para-brisa destruído pelos agressores.

As agressões foram testemunhadas por diversas pessoas e ocorreram em local público, o que ajudará a identificar os responsáveis pela tentativa de intimidar os profissionais da imprensa em pleno exercício profissional.

O Grupo ND se solidariza com seus colaboradores vítimas destes atos covardes, colocando todos os recursos disponíveis para o atendimento dos profissionais e familiares de forma a reparar os danos materiais e psicológicos sofridos.

Pedimos providências às autoridades policiais para que os agressores respondam por seus crimes. A imprensa tem o relevante papel de informar a sociedade. Não podemos permitir que o trabalho dos profissionais do jornalismo seja tolhido ou calado mediante a violência. GRUPO ND”. 

Drica Fermiano, gerente Jornalismo e Operacional da NDTV Record Joinville, lamentou o ataque e espera que os envolvidos sejam punidos.

“Agredir covardemente profissionais que estavam trabalhando é crime, enquanto inconsequentes promoviam aglomeração e bebedeira. E não são apenas os que bateram literalmente, mas todos que assistiam sem nada fazer. Em nome da liberdade de imprensa e da justiça, esperamos que os envolvidos sejam severamente punidos. Os jornalistas na linha de frente já estão expostos para levar informação à comunidade, durante a pandemia. A equipe, acostumada com as coberturas policiais, estava horrorizada. Muito mais que a dor física, estavam transtornados psicologicamente. Bater com socos dessa forma, serem ameaçados de morte, é atacar a todos nós. Revoltante.”, frisou.

Neste domingo (16), a Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert) e a Associação Catarinense de Imprensa (ACI) se pronunciaram sobre o lamentável episódio.

OAB também se manifesta sobre as agressões

Por meio de nota, a OAB/SC (Ordem dos Advogados de Santa Catarina) se manifestou sobre as agressões sofridas pela equipe de reportagem da NDTV Record. Eles disseram que ações como essa ferem a democracia e atentam contra o livre exercício da atividade jornalística.

Veja a nota na íntegra: 

“A OAB/SC, por meio da Comissão de Liberdade de Expressão, repudia a agressão sofrida por uma equipe da NDTV Record Joinville, na noite deste sábado (15), enquanto trabalhava na produção de uma reportagem.

Para a OAB/SC qualquer tentativa de intimidação à imprensa fere a democracia, pois essa cumpre importante papel social ao fiscalizar, esclarecer e informar os fatos em nome da sociedade. Assim, atentar contra o livre exercício da atividade jornalística é ferir também o direito dos cidadãos de serem livremente informados.

A OAB/SC espera que os agressores sejam responsabilizados e que respondam pelos seus atos na forma da lei”. 

Abratel

A Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão), por meio de nota, informou que “considera este tipo de ato inadmissível e se posiciona e se posicionará sempre a favor da liberdade de imprensa e de expressão”.

Confira a nota na íntegra:

A Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel) repudia as agressões sofridas pela equipe da NDTV Record durante a produção de uma reportagem na noite de sábado (15), em Joinville (SC).

A equipe foi agredida e sofreu ameaças, inclusive de morte, ao fazer a cobertura de uma briga entre clientes dentro da Choperia Dona Francisca, na rua Visconde de Taunay, área central de Joinville.

O repórter Ronaldo Daros estava no carro da equipe de reportagem com os vidros abertos e foi agredido com tapas e socos no rosto e no estômago.  Em sequência, um dos agressores saltou em cima do veículo, danificando o capô e quebrando o para-brisa.

A equipe conseguiu fugir do local e avisar a Polícia Militar. Os agressores já foram identificados e agora o trabalho de investigação ficará a cargo da Polícia Civil.

A Abratel considera este tipo de ato inadmissível e se posiciona e se posicionará sempre a favor da liberdade de imprensa e de expressão. A Associação espera que as agressões sejam devidamente apuradas e que os envolvidos sejam exemplarmente punidos, para que situações como essa não se repitam e profissionais e emissoras possam continuar a sua essencial missão de levar informação à sociedade.

Adriano Silva, prefeito de Joinville

“A liberdade de imprensa é um princípio que deve ser defendido sempre. Qualquer ato contrário, principalmente com violência, deve ser repudiado e combatido. Minha solidariedade aos profissionais da NDTV Joinville”.

Fernando Krelling, deputado estadual

“É inaceitável a agressão sofrida de maneira covarde pela equipe de reportagem da NDTV na noite do último sábado, em Joinville. Os profissionais estavam apenas realizando seu trabalho quando foram atacados. Agressões físicas e verbais contra jornalistas são absurdas e devem ser repudiadas com veemência, espero que os responsáveis sejam identificados e punidos dentro do rigor da lei”.

Confira outras manifestações:

Nas redes sociais, centenas de manifestações em solidariedade aos profissionais de comunicação da NDTV Record Joinville, foram publicadas ao longo do fim de semana.

  • Univali (Universidade do Vale do Itajaí) 

  • Thiago Boeing, secretário de Comunicação da Prefeitura de Joinville

  • José Augusto Gayoso, diretor da Associação Catarinense de Imprensa, 

  • Darci de Matos, deputado federal 

  • Jornal Folha de São Paulo
Folha se manifestou contra as agressões – Foto: Folha de São Paulo/ReproduçãoFolha se manifestou contra as agressões – Foto: Folha de São Paulo/Reprodução
  • Hugo Gloss, jornalista 
Jornalista também falou sobre as agressões aos jornalistas – Foto: Hugo Gloss/ReproduçãoJornalista também falou sobre as agressões aos jornalistas – Foto: Hugo Gloss/Reprodução
  • Virei Jornalista 
Página, famosa por compartilhar o dia a dia dos repórteres de todo o país, também se manifestou – Foto: Reprodução/Virei JornalistaPágina, famosa por compartilhar o dia a dia dos repórteres de todo o país, também se manifestou – Foto: Reprodução/Virei Jornalista
  • Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas): compartilharam o stories de uma jornalista catarinense.
Fenaj – Foto: Fenaj – Federação Nacional dos JornalistasFenaj – Foto: Fenaj – Federação Nacional dos Jornalistas

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

TV