Confira lista de filmes lado B com Paulo Gustavo para matar a saudade

Apesar do grande sucesso interpretando a Dona Hermínia, o ator já atuou outros diversos longas-metragens

Apesar do grande sucesso interpretando a Dona Hermínia, em Minha mãe é uma Peça, Paulo Gustavo já atuou em diversos longas-metragens. Para conhecer mais sobre o comediante e matar a saudade, o ND+ listou alguns filmes com a participação do humorista. Confira a lista a seguir, prepare a pipoca e divirta-se!

Cena do filme “Minha mãe é uma Peça” – Foto: Reprodução Youtube/Divulgação/NDCena do filme “Minha mãe é uma Peça” – Foto: Reprodução Youtube/Divulgação/ND

Filmes

A Guerra dos Rocha – 2008: O primeiro filme da carreira de Paulo Gustavo foi interpretando um atendente do IML.

Sinopse: Dina Rocha é uma simpática e desastrada velhinha, que tem três filho. Eles vivem discutindo sobre quem deve cuidar da mãe. Durante uma das brigas dona Dina desaparece, sem que seus filhos percebam.

À sua procura, eles logo sabem que no IML deu entrada uma velhinha atropelada por um ônibus, cuja descrição é muito parecida com a de dona Dina. Enquanto os irmãos preparam o velório da mãe, dona Dina precisa lidar com dois sequestradores desastrados.

Divã – 2009: A comédia foi o segundo trabalho de Paulo Gustavo nos cinemas após A Guerra dos Rocha, mas que acabou não abrindo tantas portas como Divã.

Sinopse: No filme, Paulo Gustavo interpreta o cabeleireiro René, que estrela uma das cenas de maior destaque de toda a produção, quando a protagonista decide repicar todo o cabelo.

Vai que cola – 2015: Paulo Gustavo interpreta o ator principal, Valdomiro Lacerda Pinto.

Sinopse: Valdomiro, ao fugir da Polícia Federal, vai parar em uma pensão no Méier, bairro do subúrbio carioca e agora precisa conviver com Dona Jô e os demais hóspedes e funcionários do local, enquanto tenta recuperar sua cobertura em um bairro nobre do Rio de Janeiro.

Fala sério, mãe – 2017: Nesta comédia, Paulo Gustavo interpreta ele mesmo.

Sinopse: Ao longo do filme são descritas as queixas e alegrias de uma mãe coruja, muito divertida, Ângela Cristina, em relação à filha primogênita Maria de Lourdes, a Malu, assim como as teimosias e o sentimento de opressão desta em função dos cuidados, muitas vezes excessivos, de sua genitora. Mostra fatos que acontecem no dia-a-dia entre pais e filhos. Tem separação entre os pais, virgindade, e crescimento dos filhos.

Minha vida em Marte – 2018: No longa, Paulo Gustavo interpreta Aníbal, um dos personagens principais.

Sinopse: Fernanda está casada com Tom, com quem tem uma filha de cinco anos. Fernanda e Tom estão em meio a um desgaste, pelo convívio de muitos anos. Quem ajuda a acabar com essa crise é seu sócio Aníbal, parceiro inseparável durante a árdua jornada entre salvar ou pôr um fim ao casamento.

Minha mãe é uma peça 3 – 2019: Na sequência do filme que alavancou a carreira de Paulo Gustavo, o ator interpreta a Dona Hermínia.

Sinopse: Dona Hermínia vai ter que se redescobrir e se reinventar porque seus filhos estão formando novas famílias. Essa supermãe vai ter que segurar a emoção para lidar com um novo cenário de vida: Marcelina está grávida e Juliano vai casar. Para completar as confusões, Carlos Alberto, seu ex-marido, que esteve sempre por perto, agora resolve se mudar para o apartamento ao lado.

220 Volts , O filme – 2020: Paulo Gustavo interpreta vários personagens.

Sinopse: O filme traz vários personagens discutindo assuntos do cotidiano, cada qual com sua característica. Um deles é a Senhora dos Absurdos, uma socialite que faz todos os seus discursos baseada em preconceitos.

Novos projetos já estavam em andamento

O catarinense Anderson Baumgartner, agente e amigo de Paulo Gustavo, afirmou logo após a morte do artista, durante conversa em um programa de televisão, que o ator tinha um roteiro de filme e série prontos.

Segundo o agente, já haviam planos encaminhados para gravar uma nova série voltando a interpretar a personagem, Dona Hermínia, de “Minha mãe é uma peça“.

Parte das gravações da série seriam feitas em estúdio, mas também em ambientes externos em Niterói, cidade do Rio de Janeiro na qual a história original é ambientada e local onde o comediante nasceu e cresceu com a família.

A produção seria dirigida por Susana Garcia Capri, amiga de Paulo Gustavo e irmã de Mônica Martelli que já comandou filmes da franquia “Minha Vida em Marte”.

Marcus Majella, que contracenaria com o humorista, contou que as gravações estavam previstas para começar em 2020, mas foram adiadas devido à pandemia.

Anderson prestou diversas homenagens para Paulo Gustavo com publicações nas redes sociais. No perfil do instagram, ele escreveu: “Os vários projetos que tínhamos? Faremos na próxima vida, porque nela eu quero voltar fazendo parte da tua e tu da minha. Te amo @paulogustavo31 pra sempre!”, disse o catarinense.

+

TV