Irmã de Paulo Gustavo responde Bolsonaro após fala sobre morte do humorista

Condolências prestadas pelo presidente após morte de Paulo Gustavo foram criticadas pela irmã por meio das redes sociais

A irmã de Paulo Gustavo, Juliana Amaral, utilizou as redes sociais neste sábado (29) para criticar as condolências prestadas pelo presidente Jair Bolsonaro após a morte do comediante. O ator morreu de Covid-19 no dia 5 maio, após dois meses de internação.

Irmã de Paulo Gustavo responde Bolsonaro após fala sobre morte do humoristaJuliana Amaral e Paulo Gustavo – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um dia após a morte de Paulo Gustavo, Jair Bolsonaro publicou nas redes sociais “votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo“.

A publicação estava acompanhada por uma foto do humorista, segurando uma figura de Santa Paulina.

A resposta da irmã veio 24 dias depois. “Só agora tive forças de vir responder como o senhor merece, e o mínimo que eu posso lhe dizer é que, por coerência, nunca mais ponha na sua boca o nome do meu irmão”, afirmou Amaral.

As críticas foram feitas no dia em que protestos contra o presidente foram registrados em todo o país. Artistas, como a amiga e colega Mônica Martinelli, levaram faixas às ruas homenageando Paulo Gustavo.

Artistas e amigos levaram faixas homenageando Paulo Gustavo, vítima da Covid-19 – Foto: Instagram/Divulgação/NDArtistas e amigos levaram faixas homenageando Paulo Gustavo, vítima da Covid-19 – Foto: Instagram/Divulgação/ND

Entre outras coisas, Amaral criticou a gestão da pandemia feita pelo presidente, que “condenou tantos à morte […] debochou imitando pessoas com falta de ar, pessoas que viveram o horror que meu irmão viveu”, escreveu a irmã.

“Vocês trafegam em vias opostas. Enquanto ele ia na estrada da vida, do afeto, da generosidade e empatia, o senhor vem pelas trevas, trazendo escuridão e morte”, concluiu.

Confira a publicação completa

+

TV

Loading...