Saiba como foi feita a destruição de Sodoma e a estátua de sal em Gênesis

Sequências que deixaram os fãs da superprodução impactados contaram com recursos da computação gráfica, molde em tamanho real e explosões de verdade

As sequências de Gênesis que reproduziram a destruição de Sodoma e a transformação de Ayla (Elisa Pinheiro) em estátua de sal durante a quinta fase da novela, logo repercutiram nas redes sociais e surpreenderam o público não só pela dramaticidade, mas pelos efeitos cinematográficos.

Ló e as filhas observam a estátua de sal – Foto: Reprodução/RecordTVLó e as filhas observam a estátua de sal – Foto: Reprodução/RecordTV

Em entrevista ao site oficial, o supervisor de efeitos visuais da trama, Anderson Paraná, e o supervisor de computação gráfica, Vander Zafa, contaram detalhes das sequências que tiveram apoio do departamento de efeitos especiais e, aproximadamente, 230 takes de computação gráfica.

Paraná revela que pensou em mostrar de maneira bem dramática a destruição de Sodoma após receber algumas referências da equipe da novela.

“Além disso, tivemos um cuidado grande na hora de gravar, porque aconteceram explosões reais no set e precisamos trabalhar com dublês. A gente gravava a explosão e, separadamente, os dublês se jogando. Em seguida, mesclamos as duas imagens e por cima disso trabalhamos com computação gráfica para ampliar os efeitos dessa explosão”, contou.

Destruição de Sodoma teve explosões reais no set – Foto: Reprodução/RecordTVDestruição de Sodoma teve explosões reais no set – Foto: Reprodução/RecordTV

Para trazer realidade, a equipe teve de remodelar a cidade cenográfica, proporcionando maior interação entre o fogo real que foi filmado e o efeito digital que seria colocado com o auxílio da computação da gráfica. Segundo Paraná, a técnica também permitiu a extensão da cidade de Sodoma.

O resultado final que surpreendeu o público é fruto de um trabalho em equipe, com a participação de diferentes departamentos:

“Depois de reuniões com o departamento de efeitos especiais, visitamos os sets de locação e, junto com a direção da novela, definimos quais estruturas seriam destruídas na sequência”, comentou.

Sequência também contou com a participação de dublês – Foto: Reprodução/RecordTVSequência também contou com a participação de dublês – Foto: Reprodução/RecordTV

Vander Zafa acrescentou que foram inseridas explosões aleatórias e meteoros que caíram do céu, a partir da cidade cenográfica reconstruída na computação gráfica.

Estátua de sal

Outro momento que gerou grande repercussão aconteceu logo após a destruição de Sodoma: a transformação de Ayla em estátua de sal. Sob o comando do diretor-geral, Edgard Miranda, a sequência exigiu cuidados especiais, como a construção de um molde da atriz com medidas reais e a inserção de 76 takes de computação gráfica para aumentar a dramaticidade.

Molde em tamanho real com as medidas da atriz trouxe mais realidade para a cena – Foto: Reprodução/RecordTVMolde em tamanho real com as medidas da atriz trouxe mais realidade para a cena – Foto: Reprodução/RecordTV

“Quando precisamos fazer com que o objeto tridimensional tenha interação com o material filmado é um grande desafio. No momento em que uma das atrizes toca o rosto da estátua de sal, a gente faz um mockup (representação tridimensional) na cena para que ele seja removido e, depois, na composição inserimos o [objeto] tridimensional. Então, fizemos uma modelagem da atriz em cima da pose no momento em que acontece a transformação”, finalizou Vander Zafa.

Assista à cena em que Ayla se transforma em uma estátua de sal:

+

Novela Gênesis