‘O rádio não está morrendo, está se reciclando’, diz presidente da Acaert

Silvano silva leu a mensagem anual da radiodifusão catarinense, nesta quinta-feira (10), na Alesc, e destacou a forte atuação dos veículos de imprensa no Estado, especialmente do rádio

Quem anunciou que o rádio ia morrer, estava enganado. Na manhã desta quinta-feira (12), o presidente da Acaert (Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão), Silvano Silva, foi ao Plenário da Alesc (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina) para ler a mensagem anual da radiodifusão catarinense.

Antes de ler sua mensagem, o presidente da entidade falou ao ND sobre a situação da radiodifusão catarinense. Segundo ele, diferente do que muitos pensam, o rádio não parou no tempo: “O rádio é o professor de todos. Foi professor da televisão, agora está sendo da internet. O podcast, por exemplo, é um programa de rádio. O rádio não está morrendo. Está se reciclando”.

Silvano Silva, presidente da Acaert – Foto: Leo Munhoz/NDSilvano Silva, presidente da Acaert – Foto: Leo Munhoz/ND

Silvano Silva destacou ainda que uma pesquisa feita em 2021 mostrou que sete entre dez catarinenses ouvem rádio. “É um número espetacular ter 70% do Estado conectado com a rádio. As pessoas querem ouvir, têm confiança nesse veículo, é o que mais tem credibilidade”, comentou.

“Temos uma proporcionalidade boa, são 260 emissoras de rádio e 24 de TV [todos associados à Acaert], incluindo rádios e TVs educativas e comerciais. No município onde não tem emissora, tem a cobertura de uma cidade vizinha”, complementou Silvano.

Atualmente em televisão, Silvano Silva é diretor regional do Grupo ND em Joinville, e se disse feliz porque vai voltar a fazer rádio na cidade: “O rádio é muito dinâmico, é muito fácil e, ao mesmo tempo, difícil, pois requer uma atenção diária, minuciosa, mas é maravilhoso. Eu sou um apaixonado por rádio”, declarou.

Mensagem anual

Pouco antes de subir à tribuna, Silvano Silva disse que é uma honra para a Acaert e a radiodifusão catarinense ter esse espaço anual na Alesc. Ele declarou que a mensagem da entidade começa fazendo um paralelo entre os políticos e os veículos de comunicação:

“O deputado tem que fazer realmente um ótimo trabalho, caso contrário, a população muda o voto. Nós, emissoras de rádio e televisão, minuto a minuto, também temos que fazer um ótimo trabalho, ou perdemos a audiência”, antecipou.

Já na tribuna, após fazer o paralelo, o presidente relacionou novamente políticos e emissoras de rádio e televisão: “o ponto em comum é a necessidade do trabalho parlamentar e da radiodifusão terem um propósito, que é exatamente atender às demandas do cidadão catarinense.”

Também durante a leitura, Silva criticou o que chamou de incompreensiva discriminação dos cortes nos investimentos em infraestrutura do Estado pelo Governo Federal: “Santa Catarina que tanto dá ao Brasil, recebe tão pouco”.

O prefeito de Ituporanga, Gervásio Silva – Foto: Leo Munhoz/ND

O presidente da entidade também defendeu o direito de posicionamento dos veículos de rádio e TV e, em seguida, questionou o valor bilionário do fundo eleitoral: “Dinheiro de todos para ser usado nas campanhas. Um contrassenso num país de desigualdades gritantes.”

O ato foi presencial e virtual, no plenário, e conduzido pelo 1º vice-presidente, deputado Maurício Eskudlark (PL), já que o presidente da Casa, Moacir Sopelsa (MDB), cumpria agenda no Oeste.

Algumas cadeiras do Plenário foram preenchidas por autoridades que prestigiaram a leitura de forma presencial, por exemplo, o ex-presidente da Acaert, Ranieri Bertoli, o secretário-Chefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli e o prefeito de Ituporanga, Gervásio Maciel, também um radiodifusor. “É um exemplo de uma entidade que trabalha em favor de Santa Catarina e com transparência”, afirmou Gervásio sobre a Acaert.

Imprensa como pilar da democracia

O deputado Maurício Eskudlark também falou à imprensa após a leitura. Primeiramente, enfatizou que a imprensa é um dos pilares da democracia: “Para a democracia, para a informação, para o dia a dia, o rádio, a televisão, a imprensa como um todo, é fundamental. A Alesc é a casa do povo e receber a manifestação anual do presidente da Acaert, para nós, é muito importante”, disse Eskudlark.

O parlamentar também criticou o Fundão: “Uma vergonha nacional. É um dinheiro que não chega nas bases dos partidos e que cria na sociedade e nos próprios políticos, uma repugnância por esse mal que é feito com o dinheiro público. Está de parabéns a Acaert por levantar esse tema, que eu entendo, o Brasil tem que rever.”

Deputado Maurício Eskudlark: imprensa é um dos pilares da democracia- Foto: Leo Munhoz/NDDeputado Maurício Eskudlark: imprensa é um dos pilares da democracia- Foto: Leo Munhoz/ND

O publicitário Daniel Araújo disse que sempre tenta prestigiar os eventos importantes dos veículos catarinenses e das suas associações: “Faço questão de estar presente e não seria diferente nesse encontro da Acaert, que é um exemplo de associação. Já serviu de case em todo Brasil e, agora, na presidência do Silvano, que vem fazendo um trabalho excepcional.”

O Plenário da Alesc durante leitura da mensagem anual da Acaert – Foto: Leo Munhoz/ND

Congresso traz vice-presidente a Santa Catarina

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, é um dos convidados a palestrar no 18º Congresso Catarinense de Rádio e TV, da Acaert. Mourão desembarca na sexta-feira (20), em Florianópolis, onde fica até domingo (22).

Neste ano, o evento ocorre de 22 a 24 de maio, no CentroSul. A palestra do vice-presidente será às 18h de domingo e somente para convidados, mas o evento tem ampla programação nos três dias.

Na segunda-feira (23), às 9h30, por exemplo, haverá o painel “O Brasil que dá Certo”, com os governadores do Sul.

Às 11h10 a palestra “História de vida no Rádio e TV”, com Carlos Massa, o Ratinho. E às 13h30, é a vez de Bia Cioffi da Record TV ministrar a palestra “Os desafios da produção de conteúdo na era multiplataforma”.

A programação completa está no site da Acaert.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

TV

Loading...