Pai de Yudi Tamashiro morre após complicações da Covid-19

Nelson Tamashiro sofreu uma parada cardíaca no mês passado e também apresentou saturação nos rins por conta da doença

Nelson Tamashiro, pai do apresentador e vencedor do Dancing Brasil 2017, Yudi Tamashiro, morreu na noite desta quarta-feira (31) em decorrência das complicações da Covid-19. O anúncio foi feito pela assessoria do dançarino por meio de nota nas redes sociais.

“É com grande pesar que comunicamos o falecimento de Nelson Tamashiro, pai do apresentador Yudi Tamashiro. Aos 56 anos, ele foi vítima de complicações em decorrência da Covid-19. Tamashiro deixa esposa e dois filhos. Por conta do momento que vivemos, o velório será restrito aos familiares mais próximos e o sepultamento ocorrerá em seguida. A família agradece todas as orações e demonstrações de carinho”, escreveu a equipe de comunicação de Yudi.

Ainda na tarde da quarta-feira, Yudi postou um vídeo esperançoso sobre a recuperação do pai.

Após o anúncio, Yudi publicou uma imagem de luto e um versículo bíblico lamentando a perda. “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. Te amo, meu pai”, escreveu o cantor.

Momentos angustiantes

O pai de Yudi Tamashiro foi internado no dia 15 de março no Hospital Municipal Santa Ana, em Santana de Parnaíba, e sofreu uma parada cardíaca. A mãe do artista também precisou ser internada, mas recebeu alta no domingo (28).

Em 2020, a avó paterna do dançarino também morreu em decorrência do novo coronavírus. “Se cuidem, porque tem gente que está levando na brincadeira, mas só quando uma notícia dessa bate na nossa porta que realmente cai a ficha. Aí a gente começa a entender o por quê de tudo estar parado e essa loucura toda”, declarou na época.

Nesta semana, Tânia Tamashiro também comentou sobre a doença. “Eu sou testemunha do que é a covid no corpo de uma pessoa. Eu passei doze dias no hospital vendo a morte de perto. É muito triste ter uma coisa andando dentro do seu organismo sem saber explicar o que é (…) Não tem fôlego para falar qual é a dor que sente. O maior de tudo é o pavor do desconhecido (…) Eu imploro a vocês: respeitem essa doença” pediu ela.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

TV