Porsche, manipulações e relação dos pais: Entenda acusações das filhas de Gugu contra tia

Após serem emancipadas, as gêmeas revelam uma série de conflitos na família; elas lutam para que o relacionamento dos pais seja reconhecido

Os conflitos entre familiares de Gugu Liberato, que morreu em 2019, ganharam ainda mais contornos nesta quarta-feira (25). Isso porque as filhas do apresentador, Marina e Sofia, de 17 anos, acusaram a tia Aparecida Liberato de manipulações e trapaças.

Gêmeas querem que união da mãe com Gugu seja reconhecida – Foto: Internet/Reprodução/NDGêmeas querem que união da mãe com Gugu seja reconhecida – Foto: Internet/Reprodução/ND

Em relato ao colunista Leo Dias, do Metrópoles, elas afirmaram que a tia não reconhece que Rose Miriam, mãe das gêmeas, e Gugu tiveram uma união estável. Elas decidiram contar tudo sobre o relacionamento dos dois após serem emancipadas.

No último mês, Marina, Sofia e Rose estiveram reunidas com o advogado, já que desejam uma auditoria independente nas contas do inventário. Elas também querem depor diretamente ao juiz.

“Minha tia e os advogados dizem que minha mãe não tinha união estável com meu pai, mas eles tinham sim, nós éramos uma família e só quem sabe a verdade somos nós”, afirmou Sofia, em entrevista ao colunista.

“Eles falaram que nunca vão aceitar que minha mãe era a companheira do meu pai e que era para gente não se meter em nada”, Marina completa.

As irmãs seriam a favor de um acordo e reconhecem a união estável entre Gugu e a mãe. Marina e Sofia têm direito a 63% da herança.

A mãe dos três filhos do apresentador, Rose, luta na Justiça pelo o reconhecimento da união estável com Gugu Liberato e para ter direito a herança dele, avaliada em R$ 1 bilhão.

Conflitos vão além

Irmãs revelam conflitos com a tia – Foto: Internet/Reprodução/NDIrmãs revelam conflitos com a tia – Foto: Internet/Reprodução/ND

Segundo as garotas, faz tempo que desconfiam da tia. “Muito estranho o jeito que ela agia com a gente”, defendeu Marina.

“Eu pedi um carro , porque eu não tinha nenhum carro e queria muito. Eu pedi para minha tia a Porsche que eu sempre sonhei em ter. E ela falou que falou com a promotora, e a promotora falou que eu não podia ter esse carro, porque era muito luxuoso para uma criança de 17 anos”, relata. “Eu já achei isso muito estranho, mas falei: ‘tá bom’. E fui atrás de um carro mais barato”, completou.

O apresentador deixou postos de gasolina, terrenos, estúdios de TV, prédios comerciais e muitos outros imóveis, além de uma quantia de R$ 193 milhões no banco.

O processo de inventário é atualmente conduzido pela irmã de Gugu, Aparecida Liberato, e pelos advogados Dilermando Cigagna Júnior e Carlos Regina.

As gêmeas dizem que o irmão João está sendo manipulado pela tia Aparecida.

+

TV

Loading...