Racismo Reverso? Inquérito aponta Carla Diaz como vítima de crime racial no BBB 21

Atriz esclareceu que não existe racismo reverso e que foi surpreendida por um policial em sua casa

Surpreendida por um policial da Drecadi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) a atriz e ex participante do BBB 21, Carla Diaz, afirmou em suas redes sociais que deve prestar esclarecimentos sobre suposto caso de “Racismo Reverso”, que ocorreu na edição, onde a atriz teria sido vítima.

Em suas redes sociais, a Carla afirmou: “Essa semana eu fui surpreendida por um policial da Decradi, delegacia de crimes raciais. Sim, bateram na minha porta. Eu levei um susto, óbvio, até porque alguém pediu para a delegacia instaurar um inquérito e eu vou ter que prestar esclarecimentos sobre um procedimento de preconceito racial. Sim, como se eu fosse a vítima”.

Atriz considerou a situação absurda – Foto: Reprodução Instagram/NDAtriz considerou a situação absurda – Foto: Reprodução Instagram/ND

Sem dar muitos detalhes de quem teria feito a denúncia, Carla reforçou que achou a situação absurda. “Quero dizer que acho isso tudo um absurdo. Não tenho mais detalhes, o meu advogado já está vendo isso. Então assim que eu tiver mais informações eu aviso vocês”.

“Eu acho importante afirmar aqui que racismo reverso não existe – reforçou. – Gente, por favor, vamos ler, vamos nos informar. A internet está aqui para isso. O programa debateu o racismo essa semana toda. Estou muito chateada com essa situação, ainda mais porque isso tudo começou quando eu ainda estava na casa, usaram o meu nome sem o meu conhecimento para me colocar nessa situação”, reiterou Carla.

Carla reforçou que “Racismo Reverso” não existe e pediu para que as pessoas se informem sobre questões raciais – Foto: Reprodução Rede GloboCarla reforçou que “Racismo Reverso” não existe e pediu para que as pessoas se informem sobre questões raciais – Foto: Reprodução Rede Globo
Loading...