‘Peaky Blinders’: sexta temporada traz fôlego final para a trama da família Shelby

Com final em aberto para a produção do filme que encerrará a história de Thomas Shelby, último ano da produção fecha embates entre personagens e faz tributo à atriz

O texto a seguir pode conter spoilers, cuidado! 

A sexta e última temporada do seriado britânico “Peaky Blinders” estreou na plataforma de streaming Netflix nesta semana e trouxe consigo um Thomas Shelby ainda mais obcecado em pôr fim aos negócios da família após a morte de Polly no final do quinto ano da série.

Helen McCrory interpretava Polly Gray em Peaky Blinders. Atriz morreu em abril de 2021 em meio às gravações, vítima de câncer – Foto: @peakyblindersofficial/Instagram/Reprodução/NDHelen McCrory interpretava Polly Gray em Peaky Blinders. Atriz morreu em abril de 2021 em meio às gravações, vítima de câncer – Foto: @peakyblindersofficial/Instagram/Reprodução/ND

Em uma frustrada tentativa de matar Oswald Mosley, o plano de Thomas dá errado. Aliado à IRA (Exército Republicano Irlandês), o facista ordena a execução de Gray, sabendo que o ato traria conflitos entre os Shelbys, visto que Polly era o pilar que sustentava a família cigana.

Quatro anos depois

O primeiro episódio da série tem início em 1933 – ano em que Adolf Hitler assume como chanceler do Reich alemão. É bom salientar aqui que a linha temporal da história da humanidade tem grande influência na série, visto que os Peaky Blinders eram, de fato, uma organização criminosa de Birmingham, na Inglaterra.

De volta à história, a trama tem pontapé inicial com a família Shelby reunida em tributo à Polly. Em uma cena emocionante, os Peaky Blinders cremam o corpo da cigana e despedem-se de quem ficou à frente deles no comando por tanto tempo.

Quatro anos se passam e com a intenção de pôr fim nas negociações da família, Thomas parte em sua missão final.

Entre discursos no parlamento inglês e dobradinhas de personalidade com os extremistas políticos da época, Shelby tenta apaziguar quaisquer conflitos que haja diretamente com sua família, visto que pretende se retirar dos negócios para viver pacificamente com seus filhos e Lizzie.

Personagem é interpretado com maestria por Cillian Murphy – Foto: @peakyblindersofficial/Instagram/Reprodução/NDPersonagem é interpretado com maestria por Cillian Murphy – Foto: @peakyblindersofficial/Instagram/Reprodução/ND

Mas é claro que o plano não seria tão fácil assim. Durante uma viagem à uma ilha francesa, Thomas descobre que sua filha está com tuberculose. Certo de que seria uma maldição cigana, busca por ajuda para reaver a vida da pequena. Os esforços, entretanto, são em vão e Ruby morre.

A doença da primogênita, porém, não teria impactos somente em seus sentimentos. No hospital, Thomas precisou fazer um raio-x, a fim de saber se também teria contraído a bactéria. É assim que ele recebe de Dr. Holford a notícia de que teria um tuberculoma e morreria em 18 meses.

Desdobramentos

Em uma corrida contra o tempo, Thomas decide que é hora de desatar todos os nós que construiu ao longo dos anos.

De longe um dos melhores momentos após o descobrimento do tumor em seu cérebro é quando, em vingança contra Michael, o personagem mata o filho de Polly, cumprindo assim o destino final de Gray, previsto pela cigana ainda na quinta temporada do seriado.

Com todos os obstáculos fora de seu caminho, assim achava, Thomas garante que sua família tenha dinheiro suficiente para se sustentar sem a sua presença e decide viver de forma nômade no campo até que a doença lhe tire o último suspiro.

O personagem só não esperava que o câncer fosse uma mentira. Cansado de viver longe daqueles que amava e consumido pela culpa de todas as mortes acumuladas desde a primeira guerra mundial, em 1919, Thomas tenta tirar a própria vida, mas é salvo pela miragem de Ruby.

A fé cigana sempre foi muito abordada na série e desta vez não seria diferente.

A menina consegue fazer com que Tommy leia um jornal local e interligue os pontos. Ele descobre assim que a doença foi na verdade criada por Holford a partir de ordens diretas de Oswald, que o queria fora de cena por conta de sua enorme influência política.

A decisão final e a continuação cinematográfica

Após dar-se conta da situação, Thomas sai de seu isolamento e parte em busca de respostas. O final do último episódio permanece em aberto e deve ser preenchido após o lançamento do filme que encerrará a trama dos Peaky Blinders e companhia.

A ideia de finalizar a trama com uma produção cinematográfica foi do criador Steven Knight. A decisão é diferente do que estamos acostumados, mas pode ser uma boa sacada para encerrar com chave de ouro a narrativa dos “malditos Peaky Blinders”.

Até o momento, sabe-se que as gravações irão ocorrer em 2023, com provável lançamento em 2024.

Considerações finais

Apesar do dúbio final, a produção reuniu em seus seis anos algumas das melhores tramas do século 20 sem perder em nenhum momento o rumo da história. A narrativa do seriado é constante e envolvente, e conta ainda com brilhantes performances, acompanhadas por trilhas sonoras cativantes, incapazes de saírem de seus pensamentos por alguns dias.

A sexta temporada chega, não exclusivamente, para frisar a importância da construção de bons personagens em produções culturais, com planos de fundo profundos e muito bem explorados que interligam-se até o último segundo do episódio final.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Diversa+ na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Séries

Loading...