Tatá Werneck se revolta com seguidor que citou Paulo Gustavo em discussão

Atriz discutiu com usuários do Twitter que usaram o nome do humorista para justificar aglomerações

Tatá Werneck entrou em uma discussão, na manhã desta segunda-feira (25), depois que alguns usuários do Twitter usaram o nome de Paulo Gustavo, morto no começo do mês devido a complicações da Covid-19, para justificar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus.

Tatá Werneck e Paulo Gustavo – Foto: Instagram/ReproduçãoTatá Werneck e Paulo Gustavo – Foto: Instagram/Reprodução

A situação aconteceu quando a humorista criticou o “passeio de moto” promovido por Jair Bolsonaro (sem partido-RJ) em algumas ruas do Rio de Janeiro durante o fim de semana. As informações são do site UOL.

Um internauta resolveu rebater: “Pergunta sincera: por que os artistas só ‘se revoltam’ se a aglomeração for a favor do presidente? Por que nunca ‘se revoltam’ quando a aglomeração é contra o presidente ou quando é provocada por outros políticos/artistas? Que coisa curiosa

Tatá não o deixou sem resposta: “Por que estão comemorando um país que perdeu 430 mil vidas! Não é possível que isso não te afete”, escreveu ela. Em seguida, um outro rapaz citou o nome de Paulo Gustavo para justificar seu ponto de vista, tirando a humorista do sério.

“Tata, ninguém tá comemorando morte de 430 mil pessoas, mas sim exercendo liberdade de expressão. E não há nenhuma comprovação científica que aglomeração causa mais ou menor mortes. Em vários lugares a maioria que morreu estava longe das aglomerações. Paulo não tava aglomerando”, afirmou ele.

Nesse momento, Tatá se irritou: “Querido, não ouse usar o nome do Paulo para justificar sua teoria irresponsável de que aglomeração não prejudica a pandemia. Você jura que nunca ouviu falar que é necessário distanciamento social? E aquela quantidade de pessoas sem máscara? Te explicando o mínimo”, explicou.

Em seguida, outro internauta comentou que “artistas entram em contradição e se aglomeraram também”.

Tatá fez questão de afirmar que não se trata de seu caso: “Eu não aglomero. De mim você não pode falar. Eu só saí de casa para trabalhar. Festa de 1 da minha filha tinha só Rafa (Rafael Vitti, marido de Tatá) e eu. Eu não encontro amigos. Eu fui no velório do Paulo e fiquei 10 minutos. E fui protegida. Eu não aglomero, não. Sei do meu privilégio e o honro”, pontuou.

Amigos mantêm grupo de Whatsapp

Desde que Paulo Gustavo foi internado para tratar complicações da Covid-19, os amigos do ator se uniram no Whatsapp para fazerem juntos correntes de oração.

Com a morte dele, o grupo, que se chamava “Paulo Gustavo saúde” foi alterado para “Paulo Gustavo amigos”. E ele continua ativo, com todos relembrando momentos juntos.

Grupo de amigos de Paulo Gustavo – Foto: Reprodução/NDGrupo de amigos de Paulo Gustavo – Foto: Reprodução/ND

“Nós temos falado muito no nosso grupo de amigos que rever nossa vivência com o Paulo Gusto é um misto de rir e chorar. Nunca vou me cansar de agradecer o privilégio de ser teu amigo e ter convivido contigo”, disse Anderson Baumgartner, amigo e empresário do artista, ao publicar um vídeo em que os dois apareciam se divertindo em Budapeste, na Hungria.

Nos comentários, outros amigos famosos de Paulo Gustavo responderam. Thales Bretas, marido do astro de “Minha mãe é uma peça” não escondeu as saudades com um emoji emocionado.

+

TV

Loading...