Jurerê sedia edição histórica do Circuito Oceânico de vela

A 32ª edição do Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina, que começa na próxima quarta-feira, já é considerada histórica pelo recorde de embarcações

Florianópolis vai sediar, a partir da próxima quarta-feira (27), o 32º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina. O evento, realizado em Jurerê, no Norte da Ilha, já é considerado histórico uma vez que as 40 embarcações confirmadas representam um recorde em relação às últimas edições.

Bruno Fontes (foto) está entre os confirmados para o evento que começa nesta quarta-feira – Foto: Gabriel_Heusi/NDBruno Fontes (foto) está entre os confirmados para o evento que começa nesta quarta-feira – Foto: Gabriel_Heusi/ND

“O Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina é o principal evento do nosso calendário náutico e para nós é motivo de orgulho contar com tantas embarcações confirmadas e atletas de renome olímpico. Preparamos uma programação especial e as regatas prometem ter um nível técnico altíssimo. Será um sucesso”, afirma Rodrigo Ruhland, vice-comodoro de eventos e social do Veleiros da Ilha.

Participante de três Olimpíadas, duas como velejador e uma com técnico, e a caminho de sua quarta, Bruno Fontes está confirmado no evento como tripulante do Katana/Portobello (C30). Medalhista pan-americano em Lima, 2019, o atleta do Iate Clube de Santa Catarina é o atual treinador da Seleção Chinesa.

“O Circuito Oceânico é um evento muito tradicional da vela catarinense e brasileira e será um grande prazer participar desta competição, especialmente por ser no meu clube. Outros atletas com passagens por Olimpíadas também estarão em Florianópolis e isso torna a competição ainda mais forte. Será uma competição de alto nível”, avalia Bruno Fontes.

Assim como Bruno, o evento catarinense conta com outros velejadores com presença em Jogos Olímpicos, como André “Bochecha” Fonseca, também do Veleiros da Ilha, e Samuel Albrecht, que inclusive está confirmado em Tóquio-2021 na classe Nacra 17.

“Com certeza será um excelente campeonato. A raia de Jurerê é uma das melhores do Brasil e do mundo para velejar. Além disso, a parte social também será muito legal. O clube está todo reformado e pronto para receber velejadores de todo país. Sem dúvidas será um grande evento. O Veleiros da Ilha está esperando todos de braços abertos”, completa André “Bochecha” Fonseca, presente em três edições da Volvo Ocean Race e em duas Olimpíadas.

Com presença de quase quarenta embarcações, o 32º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina tende a ser um dos melhores dos últimos em termos de nível técnico. Participam da competição os veleiros das classes  ORC, IRC, C30, HPE-25, HPE-30, BRA-RGS, Star RGS Cruzeiro, Bico de Proa e Multicascos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Vela

Loading...