Mancha

marcelo.cabral@ndtv.com.br O melhor dos esportes de ação, olímpicos, artes-marciais e modalidades não convencionais, com o olhar diferente e multicultural de Marcelo Mancha. Se deixar ele coloca um som para embalar as notícias e dar movimento aos atletas que brilham no Brasil e no Mundo! Aqui o esporte tem espaço. Só vem!


Vela: 183 vezes Robert Scheidt, o Rei dos Mares

Robert Scheidt a lenda mundial da Vela conquistou mais um título na carreira, dessa vez em mares italianos

O brasileiro Robert Scheidt a cada dia que passa marca o seu nome (ainda mais) na história do esporte. Dessa vez o paulista de 49 anos conquistou o seu 183° título, e foi na Europa Cup da Classe Laser no Circolo Vela Torbole, no Lago di Garda, na Itália.

Esse foi o 91° título internacional do velejador que é considerado um dos maiores, se não o maior de toda a história. Experiência é o que não faltava para essa competição, na lista dos atletas era o mais “velho” entre os competidores. Sem contar que ele é “só” bicampeão olímpico.

Fenômeno dos mares: Robert Scheidt conquista 183° título na vela – Foto: instagram robert scheidtFenômeno dos mares: Robert Scheidt conquista 183° título na vela – Foto: instagram robert scheidt

Scheidt afirmou que entrou na Europa Cup por diversão e que não tinha muitas expectativas para a competição. “Brincando” ele dominou toda a disputa, foram seis vitórias nas oito regatas.

Na última edição dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021, Robert Scheidt se tornou o brasileiro com mais participações olímpicas, ao lado da jogadora de futebol Formiga. Ao todo foram sete Jogos durante 25 anos. Em 1996, em sua primeira olimpíada, conquistou o ouro em Atlanta.

Robert Scheidt entrou na competição sem pretensões e saiu com o título nos mares da Itália – Foto: Augustin-Arguelles – divulgaçãoRobert Scheidt entrou na competição sem pretensões e saiu com o título nos mares da Itália – Foto: Augustin-Arguelles – divulgação

Na edição seguinte em Sydney levou a prata. Na sua terceira participação, em Atenas na Grécia, subiu a parte mais alta do pódio novamente. Essas três medalhas foram na classe Laser, já a prata em Pequim 2008 e o bronze em Londres 2012, foram na classe Star. Em 2016 no Rio ficou em quarto na classe Laser.

Robert Scheidt é o maior medalhista olímpico do Brasil, e está empatado com outro velejador, o lendário Torben Grael.

colaborou Mateus Alves ***

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...