Campanha ‘Agosto Lilás’ marca 13 anos de sanção da Lei Maria da Penha, em Florianópolis

Balanço Geral Florianópolis

De segunda a sábado, às 11h50

No dia 07 de agosto de 2006 foi sancionada a Lei Maria da Penha, para punir os crimes de violência doméstica contra a mulher.

A lei recebeu o nome em homenagem à farmacêutica Maria da Penha, que passou anos sofrendo agressões por parte do ex-marido, chegando a sofrer três tentativas de homicídio, e até ficar paraplégica. Após anos de agressão, Maria da Penha conseguiu denunciar o agressor, e isso se tornou um marco na história do país.

Ao longo desses 13 anos, a lei passou por mudanças, e mudou os dados da violência contra a mulher no Brasil. O número de denúncias cresceu 86% desde a sua sanção, e continua crescendo anualmente.

No Brasil, mais de 500 mulheres são vítimas de violência por hora, em 2018, só em Florianópolis, foram registrados 4.189 casos de violência doméstica. Neste ano, até julho já foram 2.555, em 2018 quatro mulheres foram vítimas de feminicídio na Capital, este ano foi registrado um feminicídio.

Em comemoração aos 13 anos da sanção da lei, a Prefeitura de Florianópolis sancionou a Lei do ‘Agosto Lilás’, para chamar a atenção para o sofrimento de milhares de mulheres que passam por diversos tipos de agressões, e ampliar as políticas de assistência às vítimas de violência doméstica já desenvolvidas no município.

Mais vídeos