Tragédia com avião no morro do Cambirela, há 70 anos, vai virar livro

Balanço Geral Florianópolis

De segunda a sábado, às 11h50

A tragédia que matou 28 pessoas completou 70 anos no ultimo dia 6 de junho.

O ano era 1949, dia 6 de junho, uma tarde chuvosa na grande Florianópolis. O comandante do Douglas C-47 2023 da FAB (Força Aérea Brasileira) decolou do aeroporto Hercílio Luz em direção ao norte, mas o vôo nunca chegou ao destino final. Dez minutos após a decolagem, o avião colidiu com o Morro do Cambirela, em Palhoça.

26 mortos, a maioria militares, no que se categorizou o maior acidente aéreo que tinha acontecido no país até aquele momento. Mas o que se desmontou no acidente, é remontado na memória. O ex-militar Sílvio Adriani Cardoso decidiu remontar os fatos e escrever um livro, relatando a grande tragédia de 1949.

“O último vôo do C-47 2023” é o nome do livro que vai trazer a tona novamente a história do acidente. O avião levava 28 pessoas, seis tripulantes e 22 passageiros. A pressa em prestar socorro acabou frustrada, devido a dificuldade pelo local onde aconteceu a queda.

O livro vai contar ainda com o depoimento de pessoas que trabalharam no resgate dos corpos.

Mais conteúdo sobre

Mais vídeos